DECO – Crianças Seguradas

0
1

Com a aproximação do novo ano
letivo surgem as preocupações com as habituais despesas escolares, tais como, a
compra de manuais, transportes ou com material escolar. Contudo, podem surgir
outras despesas com os mais novos como gripes ou danos provocados pelas
crianças que podem pesar no orçamento familiar. Ter um seguro de proteção de
crianças pode ser uma boa opção para os pais fazerem face a despesas
inesperadas.

As crianças e jovens podem contar com um seguro escolar obrigatório durante
o período de aulas, e ainda, durante a deslocação entre o estabelecimento de
ensino e a residência das mesmas. O seguro destina-se a cobrir danos
resultantes de acidentes escolares garantindo o pagamento, entre outras, de
despesas com assistência médica, internamento e deslocação da vítima.

É após o período de aulas que compensa contratualizar um seguro de
proteção dos mais pequenos.

Algumas seguradoras oferecem apólices específica para acidentes
pessoais de crianças cobrindo despesas com medicamentos, internamentos ou
indemnização em caso de acidente. Pode ainda contratualizar seguros de saúde
específicos para cobertura de despesas relacionadas com o acesso a cuidados de
saúde em hospitais privados e consultas médicas regulares ou de especialidade.

Para quem tem crianças em idade escolar, as despesas, relacionadas com
cuidados médicos ou com um vidro partido a jogar à bola revelam-se, muitas
vezes, frequentes, pelo que se pode justificar a subscrição de um contrato de
seguro de responsabilidade civil. A maioria das seguradoras oferece um seguro
familiar de responsabilidade civil sobre bens, ou seja, um seguro que visa
cobrir danos provocados, pelos seus filhos, em bens de terceiros. Em muitos
casos este contrato tem a vantagem de apresentar um prémio relativamente baixo
e oferecer a cobertura de danos provocados por qualquer membro da família.

Contudo, em alguns casos, estas condições já se encontram contempladas
no seguro multirriscos associado ao crédito habitação ou a um cartão de
crédito, pelo que aconselhamos a verificar a sua apólice.

Tânia Vieira – Jurista
 DECO
Coimbra
Os leitores interessados em
obter esclarecimentos relacionados com o Direito do Consumo, bem como
apresentar eventuais problemas ou situações, podem recorrer à DECO, bastando,
para isso, escreverem para a DECO – Gabinete de Apoio ao Consumidor – Rua Padre
Estêvão Cabral, 79-5º, Sala 504-3000-317 Coimbra.