ORGULHO – António Marques (APCC) deixa o Rio com uma medalha de bronze e um quarto lugar

0
2
O penacovense António
Marques, jogador de boccia, terminou a sua participação nos Jogos Paralímpicos
com um quarto lugar no torneio individual
– a
sua segunda melhor classificação de sempre nesta vertente – juntando assim esse
resultado à medalha de bronze que ajudou a
conquistar com a Equipa BC1/BC2
.

Na partida para a atribuição do último lugar no pódio, que se
disputou hoje, o atleta da Associação de Paralisia Cerebral de Coimbra (APPC)
perdeu com o sul-coreano Won Jeong Yoo, por 1-8. Foi o jogo final de um
percurso muito positivo, que lhe permite deixar o Rio de Janeiro com o título
de praticante mundial de boccia com mais medalhas paralímpicas
:
duas de ouro, três de prata e duas de bronze, a que se junta uma outra medalha
de bronze no atletismo (lançamento de precisão).

De parabéns está também o treinador Emílio Conceição, que
acompanha o atleta há quase duas décadas e meia e que voltou a estar com ele
numa grande competição internacional.

Esta foi também a prova que marcou o regresso de António Marques
a uns Jogos Paralímpicos: já conta com sete participações e
desde Seul 1988 só falhou os de Londres 2012
. Nascido em
Aveleira (Penacova) há 52 anos, é o praticante que há mais tempo compete em
provas internacionais de boccia em todo o mundo.

Para a APCC, os
Jogos Paralímpicos do Rio foram o culminar de um grande ano desportivo, em que
três atletas representaram Portugal em grandes competições continentais de três
modalidades diferentes
. António Marques esteve nos Jogos
Paralímpicos (uma medalha de bronze) e no Campeonato do Mundo, José Costa
estreou-se num Campeonato da Europa de Natação Adaptada e Sandra Semedo
participou na Taça do Mundo de Tricicleta (duas medalhas de ouro e uma de
prata).