CIÊNCIA VIVA – Festa da Ciência nas ruas de todo o país

0
4


30 de setembro, na Noite Europeia dos Investigadores, a
Ciência sai à rua para discutir o futuro da humanidade com base nos últimos
avanços científicos. Com uma programação repleta de animação, de conversas com
cientistas e de muitos desafios, a Noite Europeia dos Investigadores (NEI)
chegará a 18 localidades: Alcanena, Aveiro, Bragança, Coimbra, Constância,
Estremoz, Faro, Guimarães, Lagos, Lisboa, Lousal, Porto, Porto Moniz,
Proença-a-Nova, Sintra, São Miguel, Tavira e Vila do Conde.

As múltiplas atividades, que mostrarão o que é ser cientista e como se faz
ciência, abordarão temas para todos os gostos: saúde, já que o
estado de saúde da população também reflete o progresso que se verifica na
sociedade em termos económicos e sociais; o envelhecimento saudável, num
período em que, desde 1982, em Portugal não nascem crianças suficientes para se
poder falar em renovação de gerações; o melhoramento cognitivo, numa
altura em que o veloz avanço de tecnológico possibilita novas realidades que precisam
de uma discussão alargada; as alterações climáticas  e a poluição,
quando já não restam dúvidas de que as mudanças no clima são uma das maiores
ameaças ambientais, sociais e económicas que o planeta e a humanidade enfrentam
na atualidade; entender a segurança alimentar e nutricional como um
bem público em sociedades pressionadas por economias de mercado e indústrias
poderosas; nanotecnologia e o impacto destas novas ciências de
fronteira, por exemplo, no combate contra o cancro.

No Pavilhão do Conhecimento, a Lisbon Film Orchestra vai ser a banda-sonora
perfeita desta noite e abre a programação no espaço exterior, às 18.30. A noite
segue com performances artísticas, workshops, sprintalks, experiências e
demonstrações, debates e jogos, sem nunca desviar o olhar da tela e de filmes
que marcaram várias gerações como WALL-E, Jurassic Park, Frankenstein,
A.I. – Inteligência Artificial, Perdido em Marte, Regresso ao Futuro e Vinte
Mil Léguas Submarinas
.  

Alexandre Quintanilha (Presidente da Comissão Parlamentar de Educação e
Ciência e do Conselho de Laboratórios Associados) e Carmo Fonseca (Instituto de
Medicina Molecular da Universidade de Lisboa) irão debater as promessas e
desafios das terapias genéticas; Ângelo Cid é o coreógrafo de um bailado
contemporâneo inspirado no trabalho de investigação dos neurocientistas da
Fundação Champalimaud; Patrícia Borges (Escola Superior de Turismo e Tecnologia
do Mar de Peniche) irá preparar um menu marinho sustentável; Teresa Summavielle
(IBMC), Telmo Clamote e Noémia Lopes (ISCTE/Egas Moniz) vão animar um debate
sobre melhoramento cognitivo. 

Astrónomos portugueses do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço vão
guiar-nos numa viagem pelos céus partilhando histórias com milhões de anos
enquanto, no exterior, poderemos acompanhar o abraço final da sonda Rosetta ao
seu cometa através da transmissão da Agência Espacial Europeia. 

Vamos pilotar robôs subaquáticos, treinar como os astronautas, experimentar
drones controlados pelos músculos, produzir e-têxteis com materiais condutores
flexíveis, conhecer as plantas que farão parte da nossa alimentação, dar novo
uso a resíduos alimentares como o soro do queijo, a levedura de cerveja e as
escamas de peixe, explorar o potencial biotecnológico das microalgas, descobrir
como das bactérias se extraem componentes para medicamentos, cosméticos e até
combustíveis. E porque a vida dos cientistas não é só laboratório, estes vão
dar-nos música no espaço “Bandas de garagem”. 
A NEI de 2016, que conta com a coordenação da Ciência Viva, está integrada
no consórcio FORESIGHT (Foreseeing Opportunities, Risks, Environmental and
Security Issues for the next Generation: Highlighting Trends for 2030) que visa
identificar e discutir novas tendências, barreiras, limites e expectativas para
a sociedade em geral e Europa em particular.

Como habitualmente, a NEI 2016 será um convívio informal e divertido entre
comunidade científica e público em geral. Todos estão convidados a participar
na maior festa da Ciência que terá lugar nas ruas e praças um pouco por todo o
país. O principal foco desta edição da NEI é o futuro da Ciência e os grandes
desafios que se colocam a cientistas, mas também a cada um de nós.

O programa definitivo e detalhado já está disponível no site noitedosinvestigadores.pt e
todas as novidades são divulgadas ao longo deste mês na página oficial do Facebook da
Noite Europeia dos Investigadores – www.facebook.com/neinvestigadores.

A entrada na Noite Europeia dos Investigadores é gratuita, a experiência
inesquecível. 
Sobre o consórcio:

O consórcio FORESIGHT é coordenado pela Ciência Viva –
Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica e tem como parceiros o i3S – Instituto de Investigação e
Inovação em Saúde, o Instituto de
Tecnologia Química e Biológica
 (ITQB NOVA) e a Universidade de Coimbra.

© 2016 – Ciência na Imprensa Regional / Ciência Viva