ELEIÇÕES – Tribunal suspende processo eleitoral da Associação de Futebol de Coimbra

0
4





O processo eleitoral para eleger
os novos órgãos sociais da Associação de Futebol de Coimbra (AFC) está
suspenso. Segundo se apurou, a decisão surge por ordem do
tribunal, na sequência de uma providência cautelar entretanto apresentada pelo
candidato Ferreira Nunes.


A notificação foi comunicada
ontem à tarde ao órgão que regula o futebol distrital em Coimbra e será agora
apreciada. Posteriormente contactado, Ricardo Simões – que sucede a Luís
Providência como presidente da Comissão Eleitoral (CE) –, preferiu não prestar
quaisquer declarações, remetendo informações para mais tarde.

Luís Providência vai na mesma
linha dizendo que, “nesta altura, entendo que não faz sentido pronunciar-me até porque o
processo deixou de estar sob a minha alçada, dado que deixei de presidir à CE”.

De acordo com o regulamento
eleitoral da AFC, a CE é constituída pelos membros da Mesa da Assembleia Geral.

Todavia, o facto de o presidente
(Luís Providência) e o 1.º secretário (Henrique Lapa ) integrar e muma das
listas candidatas impede a sua presença na comissão. Segundo apurámos, ambos
terão renunciado na passada quinta-feira. 

Ainda segundo o regulamento, cabe
aos restantes membros da comissão cooptar substitutos para os impedidos. Só que
um dos elementos da Mesa da Assembleia Geral, Mariana Mano Ferreira, esteve
sempre incontactável, pelo que “sobrou” apenas Ricardo Simões.

Recorde-se que as eleições para a
AFC estavam marcadas para o próximo dia 28 (sexta-feira), com duas listas
apresentadas a sufrágio: uma liderada pelo atual presidente da AFC, Horácio
Antunes, e outra por Ferreira Nunes.

José Armando Torres | Paulo
Marques
– Diários As Beiras