CONTRATAÇÃO PÚBLICA – Câmaras do distrito fizeram 22 milhões de ajustes direto

0
3


Até meados de novembro, o portal
base.gov.pt já publicou 928 ajustes diretos das 17 autarquias do distrito de
Coimbra. Olhando para anos anteriores, o número de “contratos” deverá ser
superior ao milhar quando acabar o ano, já que até agora ainda não foram publicados
os contratos relativos, por exemplo, às iluminações de Natal nem às
tradicionais animações de Fim de Ano em alguns dos concelhos. Olhando para a
sua dimensão, Coimbra e Figueira da Foz são os municípios onde se registam um
maior número de contratos adjudicados e, consequentemente, um maior valor
envolvido. Aliás, Coimbra tem o dobro da verba já gasta pelo município da
Figueira da Foz no presente ano (até 20 de novembro).

Perto dos dois milhões de euros
está o município de Soure em apenas 79 ajustes diretos. O valor mais baixo cabe
à autarquia de Penela com 349.192,59 euros em apenas 17 contratos. A mé- dia
por adjudicação é de 20.540,74 euros, sendo este município aquele que tem menos
verba gasta e menos adjudicações feitas em todo o distrito de Coimbra.

Quanto ao número de adjudicações,
só Condeixa-a-Nova ultrapassa o número de 80. Todas as outras 14 autarquias ficaram
abaixo deste valor no presente ano de 2016. Como tal, a média da verba
dispendida pelos municípios sobe, havendo mesmo o caso de Mira que já assinou
25 contratos no valor total de 1,1 milhão de euros, o que faz com que cada um
deles tenha um valor médio da ordem dos 45 mil euros. Pouco mais de 36 mil
euros é o valor médio das 31 adjudicações diretas feitas pela Câmara Municipal
de Tábua.

Valores díspares

Olhando para os 928 contratos,
uma boa parte deles tem a ver com a realização de obras públicas, mas logo a
seguir vêm áreas como a realização de eventos culturais nos vários concelhos ou
relativos a questões administrativas.

O município de Penacova é aquele
que tem o valor mais alto de adjudicação e o mais baixo. Estamos a falar de
verbas que vão desde os 149.562 euros para a colocação de asfalto nas
localidades de Mata do Maxial e Gavinhos (Freguesia de Figueira do Lorvão) até
aos…seis cêntimos para os serviços de assistência técnica, manutenção, copia e
impressão aos equipamentos multifuncionais do município.

António Alves – Diário As Beiras

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui