SÃO PEDRO DE ALVA – Partido Socialista promove discussão pública sobre a reforma da floresta

0
3
Mais de 150 pessoas participaram ontem
à noite no debate “Floresta: um desafio nacional”, iniciativa promovida pela
Federação de Coimbra do Partido Socialista e pela Concelhia de Penacova, que
teve lugar na Casa do Povo de São Pedro de Alva, com a presença de Amândio
Torres, Secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Regional,
Humberto Oliveira, presidente do Município de Penacova e Pedro Coimbra,
deputado, presidente da Assembleia Municipal de Penacova e líder da distrital
socialista.
Participaram no
debate, aberto a toda a comunidade, muitos populares cuja intervenção
profissional está ligada à floresta, como madeireiros, proprietários,
transformadores, técnicos, autarcas, bombeiros, dirigentes associativos,
especialistas ambientais, amantes do desporto e natureza, entre outros.
De acordo com
Amândio Torres, “o Governo está bastante empenhado em criar a oportunidade de
gerar riqueza a partir dos recursos da floresta, estando para aprovação um
conjunto de medidas de política florestal que passam pela gestão e ordenamento,
pelo cadastro da titularidade da propriedade de forma a facilitar a sua
mobilidade e pela defesa da floresta, atuando de forma integrada na
preservação, vigilância e combate a incêndios e catástrofes naturais”.
Como explicou o
governante, atualmente há menor área de floresta, esta encontra-se mais
vulnerável a pragas e a incêndios, os investidores manifestam uma baixa
confiança e tudo isto traduz-se numa baixa produtividade. Pelo que, como
defende Amândio Torres, a inversão deste ciclo passa por “uma melhor gestão e
planeamento, aumento de arborização e fazer a manutenção do que já existe”. Do
ponto de vista do comércio, o Secretário de Estado sustenta que “é necessário
diversificar mercados para aumentar o rendimento e produtividade. Para além de
outras medidas importantes, será lançado um plano de formação de ativos com
apoios comunitários, bem como um estímulo à aposta nas novas tecnologias que
possibilitem gerar novos produtos, como tem acontecido no setor da cortiça”.
Pedro Coimbra
realçou a “importância do setor florestal na criação de postos de trabalho,
sendo este essencial para a riqueza da Região Centro e do País, onde a área
agrícola e florestal ocupa 70% do território nacional”. Humberto Oliveira
sublinhou o empenho do Município em promover a floresta como área estratégica e
em estabelecer parcerias com o Governo de forma a tornar Penacova um caso de
sucesso, uma vez que em termos de dimensão florestal, este Concelho é o 12º
maior de Portugal e a sua economia é muito importante e deve ser encarada como
alavanca de desenvolvimento sustentável”.
Também com a
presença na mesa dos socialistas João Azadinho, vice-presidente da Câmara e
coordenador da Secção do Alto Concelho de Penacova e Ricardo Simões, vereador
do mesmo Município e presidente da Concelhia do PS, o debate encerrou já tarde,
dada a elevada participação dos presentes e da quantidade de questões colocadas
ao Secretário de Estado.
Como balanço final, o presidente do
Município de Penacova, Humberto Oliveira, realçou “a importância de envolver a
sociedade em debates desta natureza, com autarcas e governantes, de forma a dar
voz a todas as pessoas interessadas, pois só assim se reforça o setor e se
constrói uma comunidade melhor e se fez avançar o desenvolvimento”.