CENTRO CULTURAL – Associação Ritornello apresenta Ópera Cómica “Pimpinone”

0
2

Amanhã, dia 04 de março, a partir
das 21 horas e 30 minutos, a Ritornello
– Associação Cultural leva ao palco do auditório do
Centro Cultural de Penacova, a Ópera Cómica Pimpinone, de Georg Philipp Telemann, com
 encenação da Orquestra Camerata
Joanina e direcção musical de António Ramos.
Considerada um
“intermezzo cómico” – para aliviar as fatídicas histórias das grandes
tragédias, que muitas vezes exigiam longas trocas de cenário, era comum
intercalar nos intervalos os chamados intermezzi com música mais leve e temas
cómicos, seguindo a tradição da ópera buffa – a história de “Pimpinone” tem
início com a camareira Vespetta em busca de um marido. É então que vê no rico
mercador Pimpinone uma possibilidade de independência. Vespetta seduz então
Pimpinone, que se apaixona por ela e lhe oferece emprego, numa sucessão de
revelações e enganos, marcados pelo registo leve e cómico que tem o objetivo
maior de chamar o grande público para a beleza e o encanto da ópera.
Com tradução
de Ema Maia, Graça Maia, Miguel Dias e Tânia Ralha, adaptação vocal de António
Ramos e Tânia Ralha, encenação, cenografia e figurinos de Mário Alves e direção
musical de António Ramos, “Pimpinone” conta com a participação dos cantores
Nuno Mendes e Tânia Ralha e a figuração de Dinis Ludgero.
Orquestra
Camerata Joanina em palco com direção musical de António Ramos
Em palco, a
orquestra Camerata Joanina é composta por António Ramos, Clara Dias, Sofia
Grilo (violinos), Ricardo Mateus (violeta), Rogério Peixinho (violoncelo),
Samuel Pedro (contrabaixo), Rui Grenha (guitarra barroca) e Raquel Resende
(cravo). A produção do espetáculo é da responsabilidade de Jorge Silva e André
Janicas.
“Pimpinone”
foi um dos maiores sucessos do compositor alemão Georg Philipp Telemann
(1681-1767). Estreou-se originalmente em Hamburgo, a 27 de setembro de 1725,
para divertir o público durante os intervalos da adaptação que Telemann fez da
ópera “Tamerlano”, de Händel. Telemann retoma, assim, o libreto que musicou
Tommaso Albinoni quase 20 anos antes, através de uma versão em alemão para ser
melhor compreendido pelo público.
Em mais esta apresentação de
“Pimpinone”, os responsáveis pela Ritornello – Associação Cultural deixam o
desafio a todos os penacovenses, especialmente em família, para que esteja
presente na sala de espetáculos do Centro Cultural de Penacova e possa
aproveitar uma produção artística a envolver, uma vez mais, um conjunto de
criadores, músicos, atores, cantores, encenadores e técnicos de Coimbra.