FUTEBOL DISTRITAL – Antevisão dos jogos de fim-de-semana

0
3


A última ronda
da Divisão de Honra trouxe novos ares à liderança com a dupla que anteriormente
perseguia o líder Condeixa a apoderar-se do topo e a relegar a formação condeixense
para o 3.º posto. Amanhã, na ronda 21 da competição que tem sido marcada pelo
equilíbrio e por esta corrida 
a três, o
objectivo de Sourense e Oliveira do Hospital passa por tentar descolar-se dos
47 pontos que ambos possuem.
O Oliveira do
Hospital recebe a visita do União FC (Penacova) que regressou aos desempenhos da temporada
recente e, apesar do desafio se disputar em reduto oliveirense, promete não ser
um adversário fácil para os locais.
Maiores
facilidades, pelo menos no plano teórico, terá o Sourense que vai ao reduto do penúltimo
classificado entre a “elite” do futebol distrital, o Pereira. Apenas com duas
vitórias na prova, os pereirenses são, também, a pior defesa da competição e
defrontam, precisamente, a terceira maior armada ofensiva da competição que é comandada
por Rafael Silva.
Sob a batuta
de Vítor Gouveia, que substituiu, esta semana, Bruno Conceição no comando técnico
da equipa, os condeixenses vão tentar voltar a encontrar o rumo das vitórias
depois do empate no reduto do Eirense (1-1) que lhes tirou a liderança. No “conforto
do lar” e diante de um Febres que não espanta pelo 12.º lugar que ocupa, o
conjunto de Condeixa tem todo o favoritismo e a quase obrigação” de vencer.
O Ançã, 4.º
classificado mas já a sete e oito pontos do “pelotão da frente”, vai ao reduto
do Pampilhosense onde não pode esperar facilidades no que será um jogo em que
se prevê grande equilíbrio. Já o Penelense (5.º) é visitado por um Eirense (7.º)
motivado pelo empate conseguido aos 90+7’ diante do exlíder e a elevar o nível sob a
batuta de Paulo Taraio.
Estes
encontros entre emblemas do 4.º ao 8.º postos podem surgir como uma
oportunidade para o Tocha, 9.º, que vai ao terreno do “lanterna vermelha”
Sepins crescer em termos de tabela classificativa.
No Campo do
Vinha da Rainha estarão frente a frente o 10.º e 11.º classificados da
competição. Os locais recebem o Vigor com a expectativa de tentarem roubar o
10.º lugar à turma de Fala.
Na Lousã,
embate entre “aflitos” com o Poiares a poder dar uma última “facada” na
distância entre 14.º (9 pontos) e 13.º (19) com os clubes que possam vir do
Campeonato de Portugal a interferirem depois nestas contas de manutenção.
1ª DIVISÃO DISTRITAL
A “guerra” pelo acesso à
Divisão de Honra da AFC, “elite” do futebol distrital, regressa amanhã após
paragem de duas semanas. O líder Arganil, que conquistou esse desiderato no
reduto do Lagares da Beira, vai ao difícil terreno, pois ainda é “pelado”, do S.
Silvestre (9.º) sendo que o Lagares da Beira recebe o Condeixa B (11.º).
A quatro pontos do lugar
de subida e seis do topo, o Marialvas desloca-se à Adémia para conseguir a 11.ª
vitória na prova. O Águias, já mais afastado da luta pelo topo, recebe um motivado
Ac. Gândaras (10.º) que tem melhorado o registo na segunda volta da prova e
promete não ser “pêra doce”. Também o Moinhos é visitado por uma turma que tem
surpreendido na segunda volta, o Góis (8.º). O Brasfemes (6.º) vai ao terreno do
Mocidade (Penacova), penúltimo classificado, com o objectivo de chegar à 9.ª vitória na
prova. O Mirandense, por seu turno, joga no terreno do Arouce-Praia.

André Freixo – Diário de Coimbra