FUTEBOL DISTRITAL – Duelos no “top 4” podem alterar contas do título

0
3


DIVISÃO DE HONRA

O líder Sourense recebe o
candidato Oliveira do Hospital que está à distância de quatro pontos no 3.º
lugar. O Condeixa, vice-líder e perseguidor directo do conjunto orientado por
Rafael Silva, visita o reduto do Ançã, 4.º classificado, que já está distanciado
da luta pelo título e pela subida mas em casa tem um registo apreciável. Estes
são os “jogos grandes” da Divisão de Honra AFC que cumpre, a partir das 15h00
de amanhã, a 24.ª ronda cujo desfecho pode, definitivamente, alterar as contas finais
da competição.
Em Soure, o líder só
perdeu por duas vezes em oito encontros sendo que vem de uma série de três
jogos a vencer e marcou 23 golos tendo apenas sofrido cinco tentos. Já o
Oliveira do Hospital é imbatível “fora de portas”, mas também não tem um
admirável registo de vitórias pois só conseguiu sete no total de 12 encontros.
Na primeira volta, o embate entre os dois candidatos terminou como começou:
empatado sem golos.
O Condeixa, por seu turno,
na recepção ao Ançã venceu por 2-0 na primeira volta. A formação agora às
ordens de Vítor Gouveia vem de uma série de cinco jogos sem saber o que é perder
na condição de visitante em que, até agora na competição, triunfou em sete
ocasiões, empatou dois encontros e perdeu duas rondas. O “Ferryaço” tem feito
jus ao nome, recentemente em casa, pois segue numa série de três partidas
consecutivas a ganhar e nas quais marcou 11 golos e apenas sofreu um. Apesar de
ter jogado com os últimos três classificados da competição, certamente que os níveis
de motivação estarão em alta para uma equipa que em casa venceu sete jogos,
empatou um e perdeu por três ocasiões.
O Penelense, que é 5.º,
tem a oportunidade de subir ao 4.º lugar se conseguir triunfar no terreno do
Tocha (9.º) e quererá, certamente, aproveitar os duelos entre o “top 4”. Na Pampilhosa da Serra, os
locais recebem o antepenúltimo Lousanense com boas perspectivas de vencerem. Já
em Eiras, os anfitriões entram em campo para defenderem o 7.º posto na recepção
ao Vigor, agora de Rui Germano, que é o 11.º posicionado. O União FC, de Penacova (8.º), por
sua vez, também quer regressar às boas exibições na visita do Vinha da Rainha
(12.º).
Na “terra dos ourives”, os
febrenses recebem um Poiares que tem subido a pulso na classificação sendo que
em Pereira, no Baixo Mondego, há embate entre os dois últimos com a visita do
Sepins.
1ª DIVISÃO DISTRITAL
O 2.º classificado
Marialvas entra em rota de colisão, leia-se duelo, com o 3.º posicionado Lagares
da Beira no encontro da 22.ª ronda da 1.ª Divisão AFC que é paragem quase
obrigatória para o “comboio” da subida à “elite” do futebol distrital conimbricense.
Os cantanhedenses conseguiram chegar à vice-liderança da prova e os lagarenses,
depois de largas rondas no topo, têm agora a subida em risco com a missão de
vencerem no Municipal antanhedense sob pena de não conseguirem o “bilhete” rumo
à Divisão de Honra. Na primeira volta, o desfecho entre os dois emblemas foi
nulo.
Já o Arganil, por seu
turno, pode aproveitar o embate entre os dois para ganhar mais vantagem na
liderança. Para essa meta, os arganilenses vão ter de bater o Brasfemes no
Campo de Mualdes, algo que não se adivinha de todo fácil. O Moinhos (4.º) vai
ao reduto do Ac. Gândaras que é o 11.
André Feixo
– Diário de Coimbra