FUTSAL – Chelo perde em casa e adia permanência

0
2
A luta pela manutenção no
Nacional da 2.ª Divisão ditou sabores distintos para os dois emblemas do
distrito.
O Chelo perdeu em casa, diante
do Ossela (1-2), numa partida em que a vitória teria dado a permanência. Assim,
as contas não foram favoráveis, mas continuam em aberto. Sabor “agridoce” teve
o triunfo muito expressivo do Domus Nostra sobre o Casal Cinza. O conjunto de
Portomar venceu por 10-2, mas este desfecho não evitou a descida de divisão,
pelo que, na próxima época, o clube do concelho de Mira volta às competições
distritais. Recorde-se 
que em 2014/2015, o Domus Nostra
fez o “triplete”, conquistando campeonato, taça e supertaça.
O S. João continua a
protagonizar uma campanha bem positiva no Nacional de Sub-17. Na fase de
apuramento do campeão, o conjunto de Pé de Cão está a ombrear pelo “top 4” que vai discutir o ceptro
numa “final four”. Desta feita, os pupilos de Ricardo Soles venceram, em Aveiro,
o Beira-Mar, por 2-3, numa partida em que estiveram a perder por duas bolas a
zero. Valeram os golos de João Guilherme (2) e Daniel Costa a dar a volta ao
marcador.
Nas Taças Nacionais houve resultados
para todos os gostos no trio que esteve em acção.
Nos seniores femininos, a Venda
da Luísa está a dar continuidade à excelente temporada que realizou no
distrital e somou a segunda vitória na Série E. A formação do concelho de
Condeixa venceu na visita à Academia da Caranguejeira, por 3-5, isolando-se na
liderança.
Na Série D, o Serpinense
não conseguiu fazer jus ao factor casa ao perder (1-2) com o Valverde (Castelo
Branco) que se destacou no topo.
Nos juvenis, o
Vilaverdense está na luta por um lugar na próxima fase e iniciou a segunda volta
da Série C com um empate (2-2) na visita ao reduto do PARC Pindelo (AF Aveiro).
Na próxima ronda, os figueirenses recebem o líder Sever.

Fonte Diário de Coimbra