TURISMO – Associação de Municípios apresenta projetos para a valorização da Estrada Nacional 2

0
2
A Associação de Municípios
da Rota da Estrada Nacional (EN) 2 apresentou dois projectos de promoção da
rota da EN2, o primeiro dos quais vai ter lugar já 
entre os dias 28 de Maio e
3 de Junho. Trata-se do “
Ride Across Portugal”,
uma prova internacional de cicloturismo, de carácter promocional, destinada a
jornalistas, operadores de turismo e outros convidados, nacionais e
estrangeiros.
O outro projecto, que saiu
da reunião que a Associação de Municípios da Rota da EN2 realizou em Mortágua,
ainda em fase de discussão e análise, junta promoção num canal de televisão, promoção
internacional e mobilidade ciclável.
A associação vai, todavia,
lançar várias iniciativas de promoção e informação turística, destacando-se o
Passaporte, no qual as pessoas poderão carimbar a sua passagem ao longo da EN2,
e o Guia de Bolso, contendo variada informação sobre cada um dos municípios da
EN2.
Por outro lado, a
associação vai apresentar uma candidatura à linha de apoio à Valorização Turística
do Interior, no âmbito do programa Valorizar, tendo em vista execução de um
conjunto de intervenções, nomeadamente ao nível da sinaléctica da rota,
recuperação do património, melhoria da via dos troços que estão
desclassificados e promoção da rota.
O projecto conta com
várias parcerias, como o Turismo de Portugal e Universidades. Está também
prevista a celebração de um protocolo com as Infraestruturas de Portugal.
Com 738 quilómetros, a
EN2 é a estrada mais extensa de Portugal, ligando Chaves a Faro. Ao longo do
percurso atravessa 11 distritos e 32 municípios, na grande maioria situados no
interior do país. Começou a ser construída em finais do século XIX e em 1945
foi integrada no Plano Rodoviário Nacional. No mundo só existem duas vias mais
extensas, a “Route 66 nos Estados Unidos e a “Ruta 40
na Argentina.
O presidente da Câmara
Municipal de Mortágua, Júlio Norte, anfitrião desta reunião, salienta que a EN2
tem características únicas e abrange um território com uma grande diversidade e
riqueza, em termos de paisagens, cultura, história, património, gastronomia. «Temos um eixo condutor que pode ser potenciado
e ser mais um factor de promoção e valorização destes territórios, atraindo
visitantes nacionais e estrangeiros
», disse. «Acreditamos que este projecto vai ter futuro e será um contributo para
a valorização do interior do país
», rematou.
Luís Machado, presidente
da Câmara de Santa Marta de Penaguião e presidente do conselho directivo da
Associação de Municípios da Rota da EN2, salientou o «desenvolvimento económico, a fixação e atracção de pessoas» que
este projecto pretende implementar.