INTERCÂMBIO – Humberto Oliveira assinala “aliança” cultural na receção à Banda Sinfônica Campesina Friburguense, do Brasil

0
3

«Penacova foi e será sempre uma terra de bem receber, que prima pela
qualidade do acolhimento por parte de quem nos visita
». Palavras do
presidente da Câmara Municipal de Penacova, Humberto Oliveira, a propósito da
“aliança” firmada entre a Banda Sinfônica
Campesina Friburguense
, do Brasil, e a Filarmónica Boa Vontade Lorvanense,
de Lorvão.

O autarca destacou, ainda, a
«profunda ligação» do concelho de
Penacova e das suas gentes como o “país irmão” do lado de lá do Atlântico, e
mostrou-se «grato» pelo simbolismo
deste intercâmbio, que «proporcionou em
Lorvão momentos de excelência cultural
»

A presença da Banda Sinfônica
Campesina Friburguense foi, de resto, um dos atractivos e o “toque” de harmonia verdadeiramente
internacional da Feira das Tradições de Lorvão, um evento que registou a sua
quarta edição. O certame, que terminou domingo, constitui um espaço
privilegiado para apresentar e promover as tradições gastronómicas,
etnográficas e o artesanato da freguesia.

De acordo com nota da
autarquia a propósito do evento, a Filarmónica de Nova Friburgo acompanhou a
procissão efectuada no âmbito das festividades, que percorreu as ruas da
localidade e deu, no final, um concerto, cumprindo uma tradição bem portuguesa.

Sensibilizado com a «qualidade» da Feira das Tradições de
Lorvão e com a «importância»
assumida por este certame «na celebração de alianças», o município de Penacova,
através do presidente da Câmara e da vereadora Fernanda Veiga, responsável pelo
pelouro da Cultura, fizeram, também, questão de receber a Filarmónica
Friburguense, numa sessão de boas-vindas, realizada em Penacova, no edifício
dos Paços do Concelho.

Salientando o «simbolismo deste intercâmbio», Humberto
Oliveira destacou a «importância que as
associações locais têm na difusão da cultura e na criação de laços
transfronteiriços
». Um facto que também a vereadora Fernanda Veiga fez
questão de enaltecer, fazendo notar que «este
tipo de actividades e intercâmbios só são possíveis graças ao imenso esforço e
dedicação pessoal daqueles que canalizam muito tempo das suas vidas em prol da
cultura e da sua divulgação, quer no território nacional, quer além fronteiras
».

No quadro de um estadia de
17 dias no nosso país, a Banda Sinfônica Campesina Frigurguense – Nova
Friburgo, além do concerto dado em Lorvão, no passado fim-de-semana, tem
programados mais três espectáculos, a efectuar nos próximo dias 27 e 30, em
Santo Tirso. Posteriormente, no dia 29, a filarmónica brasileira dá um
derradeiro concerto na Casa da Música, no Porto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui