OPERAÇÃO VERÃO SEGURO – GNR reforça presença em locais de veraneio, festas, romarias, e principais eixos rodoviários.

0
3


A Guarda Nacional Republicana (GNR) reforça, durante o verão, em todo o
território nacional, as ações de patrulhamento e apoio na sua área de
responsabilidade, com particular ênfase para os locais de veraneio mais
frequentados da orla marítima, festas, romarias e eventos de grande dimensão
, bem como nos
principais eixos rodoviários.
No âmbito desta operação está ativo o Programa Chave Direta,
com o objetivo de garantir a segurança das residências habituais dos cidadãos
que se encontram de férias, através da realização de ações de patrulhamento
junto das mesmas durante a ausência dos seus proprietários.
 A adesão ao programa
deve ser solicitada pelo menos 48 horas antes da ausência dos proprietários da
residência, através da internet em 
veraoseguro.mai.gov.pt, ou de um
requerimento entregue no posto da GNR da sua área de residência. O programa Chave direta está ativo até ao
dia 15 de setembro
. De realçar que nos últimos dois verões, foram
registadas 3750 residências, tendo apenas uma sido alvo de furto.
Também no âmbito da operação Verão Seguro, e pela primeira vez, a GNR
realiza o Programa Turismo Seguro, com o objetivo de promover o
apoio, a segurança e o combate ao crime contra o turista, nacional ou
estrangeiro, contribuindo assim para uma estadia pacífica para quem visita
Portugal, para além do reforço de patrulhamento especializado com vista ao
atendimento, acolhimento e encaminhamento destes cidadãos em específico
. Os militares desenvolvem ainda ações
de informação e sensibilização a este público em específico, com a intenção de
prevenir os potenciais riscos e perigos durante a sua estadia.
Para promover e facilitar o policiamento de proximidade com os turistas e
numa
 conjuntura de cooperação internacional, iremos contar também
com 
a presença permanente de seis militares da Guardia Civil Espanhola
e três
 militares da Gendamarie Nationale Francesa, para a realização de
patrulhamento misto, nas zonas balneares mais turísticas do Algarve, Lisboa e
Setúbal, durante os
 meses de julho e agosto. A GNR irá também reforçar o
patrulhamento nas zonas turísticas espanholas mais frequentadas pelos
portugueses, como Pontevedra e Huelva, com quatro militares. Haverá ainda um
reforço do patrulhamento misto com a Guardia Civil, em território
português e espanhol, junto às zonas fronteiriças, em eventos de maior dimensão.
A vigilância da orla
marítima será reforçada através da Unidade de Controlo Costeiro que
tem como missão a vigilância, patrulhamento e interceção terrestre ou marítima
em toda a costa e mar territorial do continente e das regiões autónomas, em
particular dos pontos que podem oferecer melhores condições para desembarques
de droga bem como prevenir e reprimir a entrada irregular de cidadãos
estrangeiros.
 Vai ainda reforçar as ações de fiscalização de embarcações de recreio
nacionais e estrangeiras, com vista a verificar as condições de segurança para
a sua operação, por forma a prevenir e reprimir comportamentos que levem a
situações de perigo para a navegação.