PARLAMENTO – Pedro Coimbra garante que a contratação de doutorados é prioridade do Governo

0
3
Pedro Coimbra, deputado do PS e presidente da assembleia municipal de Penacova, enalteceu hoje, no Parlamento, “as políticas objetivas e as medidas concretas do atual Governo no que
diz respeito à promoção do emprego de doutorados na sociedade, à promoção de
uma política de propriedade intelectual que fomente o investimento e a inovação
e, por fim, na promoção da transferência de tecnologia entre Universidades e
Institutos Politécnicos e a sociedade
“.
O socialista de Coimbra falava no âmbito do  debate
parlamentar sobre ‘Conhecimento e Criação de Valor’ agendado pelo PSD, que
apresentou três projetos de resolução sobre essa matéria.
 “O PSD ignorou o que de muito tem sido bem feito nos últimos tempos e que
são factos objetivos, comprovados e que vão ao encontro exatamente de boa parte
das propostas aqui hoje apresentadas
”, lamentou.
Para
o atual Governo, disse o parlamentar, “a contratação de doutorados é uma prioridade que se encontra já
prevista na Resolução do Conselho de Ministros n.º 84/2016, de 
21 de
dezembro, ou
seja, no Programa Capacitar a Indústria Portuguesa, que representa uma das
iniciativas interface
“,
sublinhando que se “trata 
de
um programa transversal, que envolve várias áreas da governação e que tem como
um dos objetivos aumentar a capacidade de Investigação e Desenvolvimento e
inovação nas pequenas e médias empresas, permitindo a sua ligação ao sistema de
inovação através dos Centros de Interface Tecnológico e facilitar o acesso
destas entidades a recursos humanos altamente qualificados, promovendo o
emprego científico e qualificado, e aumentando o seu acesso ao conhecimento
“. 
Sobre a proteção da propriedade intelectual, referiu que “tem
sido uma prioridade que consideramos estar intimamente relacionada com a
investigação e desenvolvimento e a inovação, tendo sido desenvolvidos sistemas
de incentivos que apoiam o registo de direitos de propriedade industria
l”.
Por fim, voltou a referir o Programa Capacitar a Indústria
Portuguesa, como sendo “uma
iniciativa Interface muito abrangentes e muito ambiciosa que do que
também visa reforçar as ligações entre empresas, universidades,
politécnicos e centros tecnológicos, potenciando o desenvolvimento de sinergias
entre empresas e o reforço da ligação entre conhecimento científico e inovação
empresarial, tendo como objetivo central reforçar a competitividade das
empresas portuguesas, através da valorização dos produtos nacionais, do aumento
da inovação e da melhoria da sua inserção nas cadeias de valor internacionais
“.