DESPORTO – CAD/UPCC-Opticalia sem argumentos frente a um experiente ESA

0
3


A equipa do Distrito de
Coimbra deslocou-se, no domingo, à Amadora para defrontar o ESA, semifinalista
da I Divisão Feminina na temporada passada.

A equipa da casa,
aproveitando algum nervosismo inicial do adversário, destacou-se no marcador
com um parcial de 6-0. Com uma reação imediata, as visitantes equilibraram o
jogo, destacando-se Djenifer Monteiro e Maria João Andrade nas posições perto
de cesto. O primeiro período terminou com o marcador em 16-13.

Com o decorrer do segundo
quarto, a equipa do CAD/UPCC-Opticalia ia encontrando argumentos para
contrariar o maior poder físico e intensidade impostas pelas jogadoras da casa,
chegando mesmo a liderar o marcador por 2 pontos a meio do segundo período.
Algumas falhas defensivas e um desacerto total da linha de 3 pontos, ditatam a
reviravolta no marcador. A formação do ESA, com as jogadoras experientes que
tem, penalizava com eficazes contra-ataques a equipa de laranja, sempre que
esta cometia qualquer erro ofensivo. Ao intervalo, o resultado situava-se em
32-25.

O terceiro período foi o
início do fim do jogo. A mudança para defesa zona da equipa de laranja não surtiu
efeito. As falhas defensivas e a terceira falta da jogadora mais preponderante
das visitantes permitiram ao ESA passar para 11 pontos de diferença, que foi
aumentando com o decorrer do tempo. O fim do terceiro chegou com o marcador em
51-35.

O quarto e último período
foi mais do mesmo. O CAD/UPCC-Opticalia perdeu intensidade e a total ineficácia
do tiro exterior ditaram o avolumar do marcador para números demasiado
penalizadores para a formação Cadista.

O resultado final de 70-43
espelha a diferença entre uma equipa experiente, intensa e madura, face a outra
que acabou de chegar à I Divisão Nacional e que tem de se adaptar ao um ritmo e
intensidade de jogo completamente diferentes daqueles a que vinha habituada.

Destaques individuais para
Bárbara Pedro (15 pontos, 9 ressaltos) e Carla Aires (14 pontos, 9 ressaltos),
na equipa do ESA. Na formação do CAD-UPCC/Opticalia, Djenifer Monteiro (10
pontos, 10 ressaltos) e Maria João Andrade (11 pontos, 11 ressaltos) foram as
mais efetivas.