INCÊNDIOS – Equipas de psicólogos vão colaborar com Misericórdias da região

0
5
As
equipas de psicólogos que trabalham nos concelhos das regiões Dão Lafões e
Pinhal Interior Norte que foram afetados pelos incêndios de outubro vão ser
reforçadas, anunciou hoje a Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC).
Este
reforço, que será imediato e temporário, acontece no âmbito de um protocolo de
colaboração celebrado entre a ARSC e a União das Misericórdias Portuguesas
(UMP).
O protocolo prevê a disponibilização de
cinco psicólogos, a integrar nas equipas de saúde pública e saúde mental,
perfazendo um total de cerca de 50 horas semanais
“, explica a ARSC,
acrescentando que vão colaborar as misericórdias de Arganil, Galizes, Lousã,
Penacova, Tábua, Vila Nova de Poiares e Carregal do Sal.
Segundo
a ARSC, o protocolo, que também prevê a colaboração de assistentes sociais e
fisioterapeutas, vai vigorar até ao final do ano e, nessa altura, será
reavaliado.
As centenas de incêndios que
deflagraram no dia 15 de outubro, o pior dia de fogos do ano, segundo as
autoridades, provocaram 45 mortos e cerca de 70 feridos, perto de uma dezena dos
quais graves.
Os
fogos obrigaram a evacuar localidades, a realojar as populações e a cortar o
trânsito em dezenas de estradas, sobretudo nas regiões Norte e Centro.
Esta
é a segunda situação mais grave de incêndios com mortos em Portugal, depois de
Pedrógão Grande, em junho deste ano, em que um fogo alastrou a outros
municípios e provocou, segundo a contabilização oficial, 64 vítimas mortais e
mais de 250 feridos. Registou-se ainda a morte de uma mulher que foi atropelada
quando fugia deste fogo.

Fonte DN com Lusa