INVESTIMENTO – Concluídas obras de 7 milhões de euros em três pontes da rede de estradas da Aguieira

0
2
A reabilitação e reforço
estrutural de três pontes sobre os rios Criz e Mondego, na rede de estradas da
albufeira da Aguieira, envolvendo um investimento de sete milhões de euros,
está concluída, foi ontem anunciado.

De acordo com uma nota da
Infraestruturas de Portugal (IP), «foi
concluída a empreitada de reabilitação dos pilares e fundações das pontes sobre
o Rio Criz (I e II), na EN234
», na zona de Mortágua e de Santa Comba Dão,
no distrito de Viseu, e «na Ponte de São
João de Areias na EN234- 6
», sobre o Mondego, na região de Santa Comba Dão.
As obras implicaram «um investimento de cerca de sete milhões de
euros no reforço das condições de segurança e de circulação na rede viária na
albufeira da Aguieira
», sublinha a empresa.

Nas duas pontes do rio Criz,
com extensões de cerca de 180 metros e de 300 metros, foram substituídas «as fundações existentes nos pilares
localizados no interior da albufeira, através da execução de estacas
» e
reparadas «patologias estruturais e de
durabilidade nos pilares e capitéis
», refere. Na travessia mais extensa
sobre o afluente do rio Dão foram reforçados os fustes de pilares, «através da execução de “encamisamento” em
betão armado
» e feito o «levantamento
do tabuleiro e substituição dos aparelhos de apoio da ponte
».

Na ponte em São João de
Areias, com «vão total com 260 metros de
extensão
», a empreitada envolveu «reforço
das fundações com estacas, nos pilares localizados no interior da albufeira
»,
e com microestacas e “encamisamento” «até
ao nível de máxima cheia e preenchimento do interior com betão
», além da «reabilitação geral até à cota de topo de
todos os pilares e protecção geral da face exterior dos pilares
», indica a
Infraestruturas de Portugal.

«A concretização destas intervenções, de elevada complexidade ao nível
técnico, assegura a reposição dos níveis de estabilidade estrutural nas
travessias sobre a albufeira da Aguieira bem como o levantamento dos
condicionamentos à circulação anteriormente existentes
», conclui a IP.


Foto: Ponte de S. João de Areias, que esteve interdita a pesados durante largos meses