SÃO PEDRO DE ALVA – Almoço de angariação de fundos junta quase 300 pessoas

0
2
O passado
domingo, 21 de Janeiro de 2018, é um dia que fica a marcar quanto é forte o
envolvimento das pessoas de São Pedro de Alva em termos de bairrismo-solidário,
pois quando toca a cerrar fileiras para atingir fins comunitários, as pessoas
aparecem, convivem e contribuem com os seus donativos, mesmo alguns não tendo
posses, por vezes para repartir os seus fracos proventos, a sua bolsa, embora
fraca em conteúdo, porque há outras situações mais prementes, acabam por
repartir aquilo que de pouco têm para acudir a algum chamamento que diz
respeito a benfeitorias na sua terra.
E o chamamento
do presidente da direcção da Casa do Povo de S. Pedro de Alva, Bruno Trindade,
feito anteriormente, teve os seus frutos, porque as 290 pessoas sentiram-se
felizes ao participarem em mais uma jornada solidária, desta vez para ajudar a
Casa do Povo, nas suas contas em débito, pois como referiu depois na sua
intervenção, a instituição tem uma despesa mensal de 600 euros relativo ao
empréstimo contraído para as obras anteriores, que se manterá por mais dois
anos, pois o valor em dívida é de 14.500 euros.
O objectivo é melhorar o salão polivalente
Bruno
Trindade, lembrando que o salão polivalente é o espaço onde se realizam grandes
eventos, como aliás aquele que estava a realizar-se e outros que já ali se
realizaram, mas sem aquelas condições que todos ambicionam, é objectivo da Casa
do Povo dotá-lo com «um tecto falso, de
um piso adequado, de forma a tornar um espaço mais confortável e acolhedor a
todos os que o utilizam
», como salientou.
E como o
Presidente da Casa do Povo tem esperanças que no ano que vem «já estaremos
todos neste salão com a obra concluída, essa é a nossa esperança», informou que
já possui orçamentos para o efeito, para uma verba a gastar de 20 mil euros.
Além dos sócios e população em geral, diz Bruno Trindade que con­tará também
com o apoio das autarquias e empresas, pois, como referiu, «se todos nos comprometermos e envolvermos
nesta causa ela será com certeza mais bem-sucedida e coroada de maior êxito
».
O reforço de um pedido foi bem aceite
Subindo ao
palco, acompanhado pelo presidente do Conselho Fiscal, Eng. Ernesto Coelho e
sob o olhar do Presidente da Casa do Povo, o presidente da Assembleia Geral,
Dr. Luís Morgado, veio lançar um repto que foi aceite pela maioria. Tendo feito
as contas de que são precisas 117 placas para servir de tecto falso ao
pavilhão, propôs que cada um desse 11 euros, o que veio
a acontecer. E nesta primeira fase, foram já
angariados mesmo ali, 1.000 euros e juntando aos 2.900 euros obtidos com o
almoço, a ajuda é bastante positiva, tanto para o deficit que a Casa do Povo
tem como para a cobertura interna do salão.
A Escola de Artes deu a sua colaboração
Bruno Trindade
não deixou de reconhecer a presença do Ensamble de Saxofone, da Escola de Artes
de Penacova, gerido pelo Prof. Paulo Almeida, e a todos que colaboraram nesta
iniciativa, sem esquecer a gente que trabalha na cozinha, que confeccionou excelente
refeição e os e as que serviram às mesas. Aliás, antes do almoço, no recinto da
Casa do Povo primaram por um óptimo mata-bicho.
Há que
salientar, neste convívio, as presenças por parte da Câmara Municipal de Penacova,
o vereador do Desporto, Ricardo Simões, Isabel Santos Carvalho, em
representação da União de Freguesias, do ex-presidente da Câmara, Eng. Manuel
Estácio Flórido e esposa, do padre Manuel Pinto, vendo-se também pessoas do
outro lado do rio, de Friúmes e de outras aldeias daquela freguesia e de S.
Martinho da Cortiça.
A nova equipa da União de Freguesias
Continuando a
ter como líder Vítor Manuel Cunha Cordeiro, a União de Freguesias de S. Pedro
de Alva/São Paio de Mondego tem como secretária Georgina Nazaré Santos Oliveira
e como tesoureira, Isabel Maria Pereira dos Santos Ribeiro.
Em
relação à Assembleia, o presidente é José Alberto Almeida Serra dos Santos, 1.º
secretário, Manuel de Sande Ribeiro de Magalhães Cardoso e 2.º secretário Ana
Rita Nogueira Simões Rodrigues. Vogais: Carlos Manuel dos Santos Almeida, Bruno
José Tavares Gonçalves Trindade e Sílvia Margarida Madeira Marceneiro, todos do
PSD; e Carlos Alberto Martins Gomes, Daniel Henriques Cunha e Margarida Isabel
Duarte Sousa Brito, do PS.

José Travassos de Vasconcelos – A Comarca de Arganil