HOMENAGEM – Ponte de Louredo poderá mudar para ponte Prof. Manuel Tomé

0
2
Faz
amanhã 6 anos, a dia 21 de fevereiro, que faleceu o então tesoureiro da Junta
de Freguesia de Lorvão, prof. Manuel Tomé, na sequência de um aneurisma que o
vitimou na sede da junta de Freguesia, enquanto trabalhava para a população que
o elegeu.

A
Assembleia de Freguesia de Lorvão aprovou em dezembro último, uma proposta para
que a Câmara Municipal de Penacova promova as diligências para que seja dado o
nome do professor Manuel Tomé à ponte que liga a Rebordosa, no concelho de
Penacova a Louredo, no concelho de Vila Nova de Poiares, depois de a Assembleia
Municipal de Penacova ter aprovado por unanimidade integrar o nome deste Professor
e autarca na toponímia local.

Manuel
Tomé era natural da Rebordosa, onde vivia, tendo sido um dos fundadores da
AMA-Amigos do Mondego e Afluentes. Lutou pela construção das escadas de peixe
no Rio Mondego, opôs-se frontalmente à extração de areias, exigiu obras de
preservação das margens, esteve contra a poluição e a construção exagerada de
açudes.

Foi
um dos maiores lutadores pela construção da ponte sobre o rio Mondego que liga
Rebordosa a Louredo. Em 4 de Julho de 1990 entregou um abaixo-assinado ao dr. Mário
Soares, Presidente da República, em mão própria, durante a Presidência Aberta,
obra que viria a ser concretizada em 1999, realizando um dos sonhos das
populações ribeirinhas que viram assim facilitadas e encurtadas as comunicações
entre Penacova e Poiares.


em 23 de fevereiro de 2013 a Assembleia Municipal de Penacova decidiu, por
proposta de todas as forças políticas e por unanimidade, incluir o seu nome na
toponímia do concelho. Em dezembro foi a vez da Assembleia de Freguesia de
Lorvão indicar a via que gostava que ostentasse o seu nome, apelando à Câmara
que cumpra esta decisão.

Na passagem de mais um
aniversário do seu desaparecimento, apelamos às Câmaras de Penacova e de
Poiares que concretizem este desejo e deem à ponte o nome que merece –
Ponte
Professor Manuel Tomé
.

Pelos vogais da CDU na Assembleia de Freguesia de Lorvão, Eduardo
Ferreira e 
Jorge Pires