INCÊNDIOS – Parques de receção de madeira queimada avançam na próxima semana

0
3


Os parques de receção de
madeira queimada vão avançar já na próxima semana em alguns pontos do país,
sobretudo nas regiões do Norte e Centro, anunciou hoje o ministro da
Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Capoulas Santos.

Estão aprovados 26 parques, mas o concurso continua aberto e a reação à
medida foi muito boa
“, disse o governante em Castanheira de Pêra, no
distrito de Leiria, onde participou na conferência “Valorizar o Interior – Promover o investimento e o emprego“, promovida
pela Confagri e UGT.

Os parques vão funcionar de
acordo com os incentivos do Ministério da Agricultura, que atribui aos
produtores florestais um valor de quatro euros por tonelada “desde que a madeira seja vendida a um preço
não inferior a 25 euros por tonelada
” e tenha um diâmetro superior a
20 centímetros.

Estou a falar de madeira nobre, com mais de 20 centímetros de diâmetro,
que é aquela utilizada pela indústria e é aquela que, se não for armazenada
rapidamente e em condições adequadas, se vai deteriorar em pouco tempo
“,
afirmou Capoulas Santos.

Segundo o ministro da
Agricultura, “é necessário garantir
que o ‘stock’ que se acumulou com os incêndios não seja perdido
“.

A tutela vai atribuir ainda
mais “três a três euros e meio
por tonelada às entidades que vão gerir os parques.

Haverá, também, um apoio mais pequeno, de um euro e meio, para a
madeira que não necessita de cuidados de conservação, inferior a 20 centímetros
de diâmetro, e que é utilizada para a trituração, estilha e peletes
“,
disse.

Na próxima semana já irei visitar alguns [parques]. Trata-se de uma
medida que congregou à sua volta as organizações de produtores florestais e
Câmaras Municipais
“, frisou ainda Capoulas Santos.

Na zona Centro e do Pinhal
Interior estão previstos parques para Figueiró dos Vinhos, Oleiros e Arganil.





Agência Lusa