GRANJA – Homem morreu debaixo da árvore que estava a cortar

0
4
Um homem de 82
anos morreu, a
 meio da tarde de ontem, na
localidade da Granja, Figueira de Lorvão, Penacova, debaixo de uma árvore. Tudo leva a
crer que Adelino Gonçalves Matias encontrava-se munido de uma motosserra e não
se apercebeu da queda abrupta da árvore, que acabou por lhe cair em cima,
ceifando-lhe a vida.

O alerta foi dado por volta
das 15h50, e quando o dispositivo dos Bombeiros Voluntários de Penacova chegou
ao local deparou-se com a vítima inanimada, debaixo da árvore, já em paragem
cardiorespiratória. Ao seu lado encontrava-se a referida motosserra, tendo sido
necessário efectuar trabalhos de corte, por parte dos operacionais, para
retirar a árvore, no socorro à vítima.

O acidente aconteceu num
terreno privado, junto à estrada, mas não deverá haver qualquer ligação com
cortes de ervas, arbustos ou árvores de forma a criar faixas de protecção em
torno das habitações, aglomerados e estradas.

«Apesar destas regras serem apenas para meios rurais e florestais, no
local do acidente não existe qualquer casa por perto, embora essas especulações
tivessem sido avançadas por pessoas que, entretanto, chegaram ao local
»,
avançou António Simões, comandante dos Bombeiros Voluntários de Penacova.

A gestão de combustível não
significa eliminar toda a vegetação, mas o certo é que Adelino Matias acabou
por ser vítima da árvore que estava a cortar. Adelino Gonçalves Matias era
casado e tinha uma filha. O corpo foi transportado para o Instituto Nacional de
Medicina Legal, em Coimbra.

No local estiveram cinco
operacionais dos Bombeiros Voluntários de Penacova, auxiliados por duas
viaturas, além do INEM e GNR de Penacova.
Carlos
Santos
– Diário de Coimbra (foto Bombeiros de Penacova)