PATRIMÓNIO – Penacova promove o Mosteiro de Lorvão em Espanha e prepara-se para Turismo Internacional

0
4

O Município de Penacova esteve representado este fim-de-semana em Espanha, no
Mosteiro de Piedra, para participar no programa da Assembleia-Geral da Carta Europeia das Abadias e Sítios Cistercienses, da qual é membro desde 2017. Esta
participação insere-se na prossecução das atribuições do município no domínio
do património e cultura e teve como objetivo a promoção internacional do
Mosteiro de Lorvão.

O vice-presidente
da câmara municipal, João Azadinho, destacou “os
momentos de networking que estes encontros proporcionam e o trabalho em
rede que deverá ser feito no futuro
”, dando a conhecer que no seguimento de
Piedra está já em agenda uma reunião de trabalho entre mosteiros cistercienses
portugueses a realizar em junho. Ainda fruto da participação de Penacova nesta
rede, o Mosteiro de Lorvão irá receber um grupo de 44 turistas franceses e de
31 turistas belgas nos próximos meses de maio e junho.
Do programa constou, para além da realização da Assembleia-Geral anual, um
conjunto de conferências onde foram apresentados os modelos de negócio de
outros mosteiros e abadias europeus, como foi o caso do Mosteiro de Poblet,
declarado Património Mundial da Humanidade
pela UNESCO em 1991, e ainda a Associação de Mosteiros de Cister da Galiza.

O Município
de Penacova tem estabelecido um conjunto de protocolos com diferentes
entidades, como a Direção Regional de Cultura do Centro e a Paróquia de Lorvão,
entre outras, com vista à valorização, conservação e promoção do Mosteiro de
Lorvão, cujo corolário será a instalação de um Centro Interpretativo neste
monumento.
A Carta
Europeia das Abadias e Sítios Cistercienses, criada em 1993, é uma associação
de dimensão europeia que reúne atualmente mais de 200 abadias ou sítios
cistercienses espalhados por 12 países europeus. Reconhecida como Itinerário
Cultural do Conselho da Europa (Rota das Abadias Cistercienses), tem como
missão a conservação, divulgação e promoção do património deixado à Europa pela
Ordem de Cister.