Untitled Post

0
3
Juniores 2.ª Divisão Vigor
entregou lanterna-vermelha ao União FC
O Vigor venceu, este sábado,
no Campo da Feira Nova, em partida que colocou frente a frente duas equipas já
despromovidas.
Com a vitória, os rapazes de
Fala deixaram o último lugar, agora ocupado pelo União FC.
A partida começou
praticamente com um grande revés nas aspirações do União FC. Tiago viu o
vermelho direito depois de travar, em falta, um ataque dos visitantes, quando
era o último homem antes da baliza. Expulsão e livre direto que, na conversão,
originou o golo de Alex.

Por cima no encontro, e a
jogar contra menos um, o Vigor soube aproveitar o momento e aumentou o marcador
aos 15’, agora por intermédio de Rafa.

No entanto, os rapazes do
União FC não desistiram e relançaram o encontro por intermédio de Mané,
desviando, de cabeça, um livre Veigo, a 10 minutos do intervalo.

O timing podia ter sido
importante, mas o Vigor estava inspirado e, antes do descanso ainda fez mais
dois golos.

Primeiro foi JP, aos 40’, a
fazer o 1-3, numa recarga dentro da área. Depois, em cima do apito para o
intervalo, João Melo deu a melhor sequência a uma boa jogada de Bruno, pela
esquerda.

Mesmo com três golos de
desvantagem no marcador, os locais não desistiram e mais acreditaram quando
Costa, aos 68’, reduziu para 2-4, com uma “bomba” de longe.

Aos 75’, nova ocasião
soberana para os locais, mas Mané, na marca dos 11 metros, permitiu a defesa ao
guardião Miguel Santos.

Bruno, aos 80’, acabou com
as dúvidas, num remate cruzado que estabeleceu o 2-5 final.

O. Hospital Bis de Machona valeu
reviravolta
Jogo de grande emoção face
ao aproximar do fim do campeonato em que a equipa da casa, o O. Hospital, teria
de ganhar para conseguir o título e respetiva subida de divisão.

O conjunto de Bruno
Conceição entrou bastante mal no jogo e, logo aos 10’, sofre um golo na
sequência de uma falha defensiva. Muito ansioso e sem praticar um bom futebol,
o O. Hospital jogava mais com o coração que com a cabeça.

O União ao colocar-se em
vantagem recorreu a algumas perdas de tempo, sem criar mais perigo para a
baliza do adversário.

Sem discernimento e muito
nervoso, o O. Hospital continuava a jogar mal e na primeira parte apenas aos
26’ conseguiu uma oportunidade de golo levando a bola à trave através de
Varela.

Na 2.ª parte, a equipa da
casa melhorou significativamente começando a controlar o jogo e a criar perigo
na baliza adversária, tendo conseguido o empate por intermédio de Machona que
acabado de entrar dribla o guardião e consegue meter a bola na baliza.

O golo tranquilizou a equipa
da casa e esta passou a dominar por completo o jogo sem que a partir desta
altura o União criasse qualquer perigo ou uma oportunidade de golo.

O homem do jogo acabou por
ser Machona que concretizou dois golos, tendo entrado apenas na segunda parte.

A vitória é incontestável e
justa apesar das dificuldades criadas pelos forasteiros, sem que a arbitragem
tivesse influência no resultado.