FUTEBOL – Condeixa vence mas volta a “morrer na praia”

0
2

O Condeixa foi a casa do União
FC vencer por 0-2, mas devido à vitória do Ol. Hospital voltou a falhar a
subida.

Num jogo em que houve mais
coração que cabeça, o Condeixa esteve perto do logo aos 4’ num lance caricato: cruzamento
tenso do lado direito do ataque, Batista falhou o corte e a bola quase entrou
na baliza não fosse uma boa estirada do guarda-redes da casa.

Após este lance, a pressão
subiu à cabeça dos jogadores forasteiros e o jogo nunca desenvolveu. Não havia
qualquer jogada de envolvimento, o jogo era constantemente interrompido pelo
árbitro e era notório que os nervos estavam a levar a melhor sobre os jogadores
do Condeixa.

A partida chegou ao tempo de
descanso com o nulo no resultado e o Condeixa a ficar em desespero.

No segundo tempo, mais um
contratempo para a formação orientada por Vítor Gouveia: Baptista, em menos de
dez minutos, viu dois amarelos e o respectivo vermelho, o que deixou o
conjunto forasteiro a jogar com dez homens.

Porém, na jogada seguinte, o
Condeixa voltou, finalmente, a criar perigo junto da baliza de Gonçalo. Bola
longa para a grande área e no meio de três adversários Dani Alves conseguiu
cabecear a bola, mas o guarda-redes estava atento e defendeu para canto.

À passagem dos 65’, o União
começou a tirar proveito da vantagem numérica e Bruno, depois de um bom
trabalho individual de André Santos na linha, rematou em queda e viu a bola
passar muito perto do poste.

O União continuava a subir no
terreno e, aos 69’, foi André Santos que visou a baliza adversária, mas sem
efeitos práticos.

Numa altura em que o União
estava cada vez mais perto do golo, foi o Condeixa a marcar. China recuperou
uma bola à entrada da área adversária, cruzou tenso e Cooper, que tinha entrado
a meio do segundo tempo, só teve de encostar.

Apenas seis minutos depois,
Cooper voltou a fazer estragos no seio da defesa adversária. Livre indirecto
batido para o segundo poste, Cooper, de cabeça, passou para Crachat que não
teve problemas em bater o guarda-redes. Vitória agridoce para o Condeixa, que
pelo segundo ano consecutivo voltou a “morrer na praia”, e falhou a subida para
o Campeonato de Portugal.
João
Luís
(texto) Figueiredo (foto) 
 – Diário de Coimbra