FUTEBOL – Taça AFC e 1ª Divisão para decidir no domingo

0
3

Domingo às 17H00. É por esta
hora que (quase) tudo se decide, no futebol distrital sénior masculino, em
Coimbra.

As únicas coisas que já
estão decididas são o título distrital da Divisão de Honra, conquistado pelo
O. Hospital, e a subida da Naval 1893 à Honra.


Na 1.ª Divisão, resta saber
quem acompanha os figueirenses na subida, sendo que Brasfemes, Moinhos e
Poiares estão, por esta ordem, ainda com possibilidades em aberto para o
regresso ao principal escalão do futebol distrital.

O Brasfemes, que vai a casa
d’Os Águias, precisa de vencer para garantir que acompanha a Naval 1893 na
subida, já que tem vantagem no confronto direto com o Moinhos. Mas a vitória
pode não bastar… caso o Moinhos vença a Naval 1893.

Caso o Moinhos vença os figueirenses,
ambas as equipas ficam com 19 pontos e, aí, terá de se fazer um somatório dos
confrontos entre as três equipas, sendo que, neste caso, a Naval 1893 tem
vantagem no confronto direto com o Brasfemes e venceu o Moinhos por 1-0 na 1.ª
volta. Quer isto dizer que, caso o Moinhos vença por mais do que um golo de
diferença, tem vantagem frente à Naval 1893 e desvantagem frente ao Brasfemes.

A Naval 1893 ficaria em
vantagem frente ao Brasfemes, mas em desvantagem frente ao Moinhos. Já o
Brasfemes teria vantagem frente ao Moinhos, mas desvantagem frente à Naval.

Nesse caso, o critério de
desempate entre as t
rês equipas passaria a ser o da diferença de golos marcados
e sofridos nos jogos entre si realizados e, aí, levariam vantagem a Naval 1893
e o Brasfemes. Há ainda uma possibilidade, mais remota, de ser o Poiares a
acompanhar a Naval 1893. Mas, para isso, é preciso que Brasfemes e Moinhos
percam os respetivos encontros.

Taça
AFC à mesma hora

No Estádio Sérgio Conceição,
também às 17H00, defrontam-se Eirense e Condeixa, para a Prova Raínha da
Associação de Futebol de Coimbra. Quer isto dizer que será uma logística
complicada para os responsáveis da AFC para a entrega dos prémios.


Os dirigentes ainda tentaram
facilitar as coisas, antecipando os encontros da 1.ª Divisão para sábado, à
mesma hora. No entanto, os clubes envolvidos na luta da 1.ª Divisão não ficaram
agradados com esse cenário e, portanto, não restou outra hipótese se não voltar
tudo à estaca zero… o que levará à dispersão dos adeptos pelos vários
estádios do distrito.

Bruno
Gonçalves
– Diário As Beiras