PATRIMÓNIO – Deputado do PSD indignado por novo museu do Lorvão se manter encerrado há dois anos

0
3

O deputado do PSD eleito
pelo círculo de Coimbra, Maurício Marques, manifestou-se ontem indignado pelo
novo espaço museológico do mosteiro de Lorvão, estar
encerrado desde que foi construído há dois anos e exigiu ao Governo uma solução.

Estou indignado, porque o museu foi construído há quase dois anos e
continua encerrado. Nos anos de aperto [numa alusão ao período da ‘troika’] foi
possível restaurar e recuperar um órgão de tubos e construir o museu. Mas
agora, que acabou a austeridade, está tudo na mesma
“, disse à agência
Lusa Maurício Marques.

O deputado social-democrata
adiantou que um projeto de resolução do PSD intitulado “Valorização e Promoção do Mosteiro de
Lorvão
” – foi entregue no Parlamento em novembro de 2016 – subscrito
por 24 deputados, incluído o antigo líder social-democrata Pedro Passos Coelho
– mas só ontem, mais de um ano e meio depois, foi debatido na Comissão de
Cultura, Comunicação, Juventude e Desporto.

O projeto de resolução está atual, mas gostaria que já estivesse
desatualizado, era sinal de que alguma coisa tinha mudado
“, frisou
Maurício Marques.

No texto do documento,
datado de 03 de novembro de 2016, o PSD recomenda ao Governo “que concretize a realização do projeto de
recuperação e valorização do claustro com a abertura ao público do Museu
recentemente construído, nele incluindo uma exposição permanente com o
principal espólio artístico e iconográfico do Mosteiro de Lorvão, quer o
existente atualmente no Mosteiro, quer o espalhado por vários espaços no país
“.

No projeto de resolução, o
PSD defende que o novo museu possua um espaço multimédia “sobre a história do Mosteiro e a vida
conventual ao longo do tempo, não devendo ser ignorado, na constituição do
espaço museológico, o importante legado daquela histórica casa conventual na
produção documental ao nível dos códices medievais
“.

No texto, os deputados do
PSD lembram ainda que o Mosteiro de Lorvão foi objeto de “importantes obras de restauro“,
destacando a recuperação e restauro do secular órgão de tubos e a construção de
um novo espaço museológico e defendem as iniciativas de valorização e promoção
do monumento “para que o riquíssimo
património, que ainda existe, não continue disperso e seja fruído por todos
aqueles, e são cada vez mais, que visitam esta jóia da coroa do concelho de
Penacova