AMBIENTE – Projeto ClimAgir vai “percorrer” a Região de Coimbra de viatura elétrica

0
0

O projeto “ClimAgir
visa sensibilizar o público em geral para as consequências das alterações
climáticas na Região de Coimbra e, ao mesmo tempo, fomentar a floresta
autóctone.

O “Bolotas” será
a mascote deste projeto, irá realizar 50 000 km numa viatura elétrica, passando
pelos 19 municípios da CIM-RC: Arganil, Cantanhede, Coimbra, Condeixa-a-Nova,
Figueira da Foz, Góis, Lousã, Mealhada, Mira, Miranda do Corvo,
Montemor-o-Velho, Mortágua, Oliveira do Hospital, Pampilhosa da Serra, Penacova, Penela, Soure, Tábua e Vila
Nova de Poiares, com o objetivo de divulgar os impactes das alterações
climáticas e promover a plantação de espécies autóctones, mais propriamente, do
Sobreiro.

O projeto “ClimAgir”,
nasce na sequência da elaboração do Plano Intermunicipal de Adaptação às
Alterações Climáticas (PIAAC), elaborado pela CIM Região de Coimbra e pela
Universidade de Coimbra, que tem como objetivo avaliar os impactes causados por
estas alterações.

O PIAAC é um documento inovador que contempla o
conhecimento das especificidades setoriais do território da CIM-RC, a avaliação
da sua vulnerabilidade atual e futura às alterações climáticas e a
identificação, definição e priorização de medidas de adaptação específicas para
o território da CIM-RC.

No documento são abordados os possíveis impactes em
atividades, como: Agricultura, Alimentação, Florestas, Biodiversidade, Recursos
Hídricos, Estuários e Zonas Costeiras, Infraestruturas e Energia, Turismo e Saúde
Humana.

Assim, o projeto “ClimAgir
surge como uma das medidas específicas previstas no PIAAC.

Este projeto é executado no âmbito da candidatura “Reforço das Capacidades de Adaptação às
Alterações Climáticas – Ações de Comunicação e Sensibilização na CIM-RC
”,
financiado pelo POSEUR, Portugal 2020 e Fundo de Coesão.