BASQUETEBOL- CAD Coimbra/Chelo sem argumentos para o União Sportiva

0
1


Num jogo que se antevia de grande dificuldade, começou
melhor o CAD Coimbra/Chelo, liderando o marcador até meio do primeiro quarto.
Uma série de equívocos na defesa e algumas más decisões no ataque, permitiram
às campeãs nacionais passarem para a liderança, acabando os primeiros dez
minutos a vencer por 10-20.

No segundo quarto, a equipa da casa troca a defesa zona
por hxh, mas a falta de agressividade defensiva e a fraca prestação de duas das
suas jogadoras mais influentes, Leidy Ferreira e Reem Moussa, permitiram ao União
Sportiva acumular uma preciosa vantagem de 15 pontos ao intervalo.

Após o intervalo, as cadistas melhoram muito a defesa,
mas comprometeram no ataque. A falta de inspiração ofensiva era por demais
evidente e apenas Cíntia França e Gelis Gonzalez descobriam o caminho para o
cesto. A equipa laranja conseguia bons movimentos ofensivos, mas, na hora da
verdade, a percentagem de lançamento nas áreas próximas do cesto era baixa,
impedindo a aproximação no marcador.

O último quarto foi o melhor da equipa da casa. A boa
prestação defensiva permitiu baixar para 12 pontos o diferencial, mas do outro
lado estava uma equipa madura, que não se deixou intimidar. Quando foi
realmente necessário, apareceu Raphaella Monteiro, que com uma tranquilidade e
eficácia impressionantes, devolveu ao União Sportiva os 20 pontos de diferença
que se registavam no final do quarto anterior.
Vitória justa do União Sportiva, claramente com mais
argumentos que o CAD Coimbra/Chelo. Fica, no entanto, a dúvida sobre a real
capacidade da equipa visitada, caso as suas duas jogadoras estrangeiras
estivessem a um nível a que já nos habituaram.

Raphaella Monteiro, jogadora do União Sportiva, foi a MVP
da partida (25 pontos; 15 ressaltos; 1 roubo de bola; 1 desarme de lançamento).