PENACOVA – Bombeira adota cão que foi atirado ao rio dentro de um saco

4
2

A notícia provocou uma série de reações na página de
Facebook dos Bombeiros Voluntários de Penacova: na terça-feira, um cão foi atirado ao rio, tendo sido depois resgatado por elementos da corporação.

O caso ocorreu por volta das 16h30 junto à ponte da Foz
do Alva e, de acordo com António Simões, comandante dos bombeiros, “foi
presenciado por dois jovens arqueólogos que andariam a observar a área onde, em
tempos, existiu uma ponte romana
”.

A dada altura, uma carrinha parou sobre a ponte e alguém
atirou um saco para o rio. Lá dentro estava um cão
”, recordou. Os jovens não
conseguiram identificar os autores, mas alertaram os bombeiros, que chegados ao
local, procederam ao salvamento e resgate do animal.
O pequeno estava
muito assustado, em dificuldade e estado de hipotermia
”, disse ao jornal
António Simões. Depois de uma visita ao veterinário, já encontrou família de
acolhimento no seio dos bombeiros.

Telma Alves, elemento da corporação, adotou o cão e,
ontem de manhã, levou-o para o quartel onde recebeu o carinho de todos. “Já tem
nome: chama-se Conguito do Mondego e está aqui todo bem disposto
”, disse o
comandante.

Entretanto, ontem, entre as centenas de comentários sobre
o resgaste do animal, Telma lançou um pedido: “se alguém o reconhecer, mesmo
que não se queira identificar, faça chegar essa informação aos bombeiros ao meu
cuidado. É um macho adulto, com cerca de dois anos
”. Enquanto não se souber a
quem pertence o cão, sabe-se, pelo menos, que por agora está seguro entre
aqueles que o salvaram e acolheram.
Patrícia Cruz Almeida – Diário As Beiras

4 COMENTÁRIOS