COOPERAÇÃO – Região de Coimbra estuda medidas de combate à desertificação do interior

0
4

A Comunidade Intermunicipal Região de Coimbra está a
promover visitas a regiões francesas para estudos e partilha de experiências,
participando hoje numa sessão com a Região Auvergne-Rhône-Alpes que se
constitui como exemplo na promoção de medidas demográficas inovadoras, com
resultados visíveis na inversão do decréscimo populacional.

A visita da comitiva CIM Região de Coimbra centra-se no
estudo in loco das medidas e políticas para uma demografia economicamente
sustentável, associada à reversão do declínio populacional registado em áreas
periféricas no território Auvergne-Rhône-Alpes.

O vice-presidente da Região para os assuntos
internacionais, Philippe Meunier, recebeu a CIM Região de Coimbra, apresentou a
política de planeamento regional e os dispositivos promovidos pela Região (pela
Direction de l’Aménagement du Territoire et de la Montagne). Foram também
apresentadas as questões demográficas na região de Auvergne-Rhône-Alpes pelo
Institut National de la Statistique et des Études Économiques (INSEE) e
relatadas experiências pelo Pólo Metropolitano dos Genevois Français e o
Departamento de Cantal.

Viemos conhecer e
comprovar que as estratégias e dinâmicas de ação desta região francesa no
combate à desertificação e ao crescimento demográfico sustentável têm
resultados visíveis na demografia regional, na qualidade de vida e na fixação
da população. Em conjunto com as entidades francesas, os presidentes de Câmara
da Região de Coimbra [acompanhados pelo secretário executivo intermunicipal]
analisaram com os congéneres franceses as políticas e dinâmicas territoriais de
Auvergne-Rhône-Alpes, com o foco no desenvolvimento dos nossos territórios
”,
revelou Jorge Brito no final da sessão.
Medidas
para combater a desertificação
.

Uma das medidas implementadas na região Auvergne-Rhône-Alpes
e que chamou a atenção da comitiva da Região de Coimbra foi o “programa de atração de novos residentes,
que convida as pessoas a criarem negócios no território e a realizarem três
dias de experiências locais onde realizam reuniões com empresários, eleitos,
entidades de financiamento, entre outros, por forma a viabilizar as suas ideias

– explica o secretário executivo intermunicipal.

A Região de Coimbra, que integra territórios do interior em
cerca de 60 por cento dos seus municípios, sendo alguns afetados pela perda de
população a rondar os 30%, estuda a adoção de medidas de combate à
desertificação do interior e à coesão territorial. A visita foi acompanhada
pelos secretários de Estado da Valorização do Interior, João Catarino, e
das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui