FUTSAL – Muitas alterações nas competições distritais

0
4

Ao contrário dos campeonatos distritais de futebol, onde há
alterações formais na competição, no futsal a estrutura vai manter-se, mas há
mudanças substanciais na composição dos campeonatos.

Começando pelos seniores masculinos, Granja do Ulmeiro e
Vilaverdense desceram dos nacionais, enquanto o Domus Nostra ascendeu à 2.ª
Divisão.

No plano das entradas, Penelense e União 1919 são as
novidades, mas é nas saídas que há a maior surpresa. O Chelo, 3.º classificado
da fase regular e um dos semifi nalistas do apuramento de campeão, não se
inscreveu para 2019/2020, tal como o Lavos e o SM Cortiça.

Nos seniores femininos, uma entrada e uma saída. O Ginásio
Figueirense vai ocupar a vaga do Ourentã que, na época passada, tinha uma
equipa nos nacionais e outra nos distritais, e acabou por fi car… sem as duas.

O maior acréscimo de equipas deu-se no escalão de juniores,
que passou de oito equipas inscritas para 13.

Todas as da época passada se mantêm, juntando-se a estas
Ançã, União 1919, Ginásio Figueirense, Norte e Soure, NS Condeixa.

Nos Juvenis também se regista um forte aumento de
participantes. De 11, passa a haver 15 equipas, esta época. Apesar das saídas
de Lordemão e Tocha, entram Ançã, João Veloso, Granja Ulmeiro B, CRI Alhadense,
Vilaverdense e Lavos.

Iniciados
são a exceção

O escalão de iniciados é o único que perde equipas. No
caso, há uma a menos que na época anterior, sendo que não se inscreveram Granja
Ulmeiro B, São João, Vilaverdense, João Veloso e Miro, mas houve entradas de Serpinense,
CRI Alhadense, SM Cortiça e Prodesco.

Foi “ela por ela” nos infantis, com as entradas de
Serpinense, João Veloso e ADFP/EF Viveiro para os lugares de São João B,
Pampilhosense e Lordemão.
Nos benjamins, mais duas equipas, depois das novas inscrições
de CRI Alhadense, SM Cortiça, Miro e Lordemão, enquanto se deu as saídas de
Serpinense e Pampilhosense.

Bruno
Gonçalves
– Diário As Beiras