CENTRO DE PORTUGAL – Procura turística cresceu acima da média nacional em junho

0
5



O mês de junho foi extremamente positivo para a atividade
turística no Centro de Portugal. Os números do INE – Instituto Nacional de
Estatística, conhecidos hoje, mostram que este foi o melhor mês de junho de
sempre no Centro de Portugal e que a procura da região cresceu muito
acima da média nacional.

No total de dormidas, o mês de junho de 2019, em comparação
com o mesmo mês de 2018, registou um aumento percentual de 11,4% no Centro
de Portugal: tinham sido 610.021 em junho de 2018 e foram 679.658 no mesmo mês
de 2019. Ou seja, verificaram-se mais 69.637 dormidas. Este aumento de 11,4%
foi mais do dobro da média nacional, que se cifrou nos 5,6%.

A subida foi mais marcante entre os visitantes nacionais,
cujas dormidas cresceram 14,8%, para 363.350 – o que indica que esta região
continua a ser uma das preferidas dos portugueses para passar férias ou para
uns dias de descanso. As dormidas com origem no estrangeiro tiveram também um
aumento significativo de 7,8%, para 316.308.

No indicador do número de hóspedes, o Centro de
Portugal cresceu também na ordem dos dois dígitos: 13,1%. Em junho de 2018
tinham sido contabilizados 353.732 hóspedes na região; em junho de 2019 foram
400.087.

O indicador dos proveitos da atividade hoteleira merece
também destaque. Estes subiram de 28,9 milhões para 33,1 milhões de euros (mais
14,6%) entre junho de 2018 e junho de 2019. São mais 4,2 milhões de euros que
as unidades hoteleiras do Centro de Portugal ganharam no sexto mês do
ano.

Estes números positivos confirmam uma tendência clara dos
últimos anos: a região Centro de Portugal está em franco crescimento
ao longo de todo o ano e é a escolha de cada vez mais visitantes, tanto de
dentro como de fora do país.

Resultados acumulados do primeiro semestre de 2019 são
claramente positivos.
Se consideramos o conjunto acumulado do primeiro semestre
de 2019, de janeiro a junho, os números do Centro de Portugal são
também muito positivos, deixando antever que este vai ser o melhor ano de
sempre para o turismo na região.

Assim, entre janeiro e junho, as dormidas aumentaram 6,3%
em relação ao mesmo período do ano passado, com as dormidas dos nacionais a
subirem 7,5% e as dos estrangeiros a crescerem 4,8%. O número de hóspedes
progrediu 7,3% e os proveitos melhoraram 8,5%.