DESPORTO – António Marques defende as cores nacionais no Campeonato da Europa

0
2

António Marques inicia hoje (26 de agosto) a sua
participação em mais uma grande competição internacional de boccia. Desta
feita, representará Portugal no Campeonato da Europa, que decorre até ao
final do mês na cidade de Sevilha, em Espanha.

O atleta da Associação de Paralisia Cerebral de Coimbra
(APCC) competirá individualmente na categoria BC1 e ainda enquanto membro da
Equipa BC1/BC2, sendo acompanhado, como é habitual, pelo seu treinador e
parceiro de competição Emílio Conceição.

Marques é atualmente o melhor português no ranking
mundial da sua categoria e o quinto europeu, tendo já sido medalhado por três
vezes na presente época desportiva, nos Opens de Olbia e de Montreal. Na
Andaluzia, defenderá um historial de respeito a nível continental: já
conquistou oito medalhas em Campeonatos da Europa.

O jogador de 55 anos, e natural de Aveleira (concelho de
Penacova), soma já, de resto, duas dezenas de medalhas em grandes
competições internacionais em representação de Portugal, sendo de destacar o
seu estatuto de praticante mundial de boccia com mais medalhas em Jogos
Paralímpicos. António Marques, que desenvolveu todo o seu percurso desportivo
na APCC – instituição pioneira no desporto para pessoas com deficiência em
Portugal e da qual é utente desde os 14 anos – é também o atleta que há
mais tempo participa em provas internacionais da modalidade.

O Campeonato da Europa de Boccia reveste-se de particular
importância por assegurar aos primeiros classificados, nas diversas categorias,
a qualificação direta para os Jogos Paralímpicos de 2020, em Tóquio. Em
competição estarão 107 atletas, entre os quais 11 portugueses, em representação
de 22 países. Os jogos terão lugar no Palácio dos Desportos de Sevilha.

O boccia é uma modalidade mista, disponível desde o lazer
e a recreação até ao mais alto nível de competição e com grande tradição
em Portugal. Na APCC, a vertente de competição (com diversos atletas a
representar a Associação em competições nacionais e regionais) é conciliada com
a dinamização da Bocciateca (o primeiro centro de recursos da modalidade do
país, destinado à promoção do boccia sénior).