INICIATIVA – Organização do “Rockvão” dá nota positiva à primeira edição e agradece o carinho de todos os presentes

0
5

O “Rockvão” surgiu da vontade mútua de três
amigos, em jeito de brincadeira, de organizar em Lorvão um festival de Rock.
Luis Beato, João Proença e Dani José, foram os “malucos” desta
“boa onda”, naquela que se espera ser a primeira de muitas edições do
“Rockvão”!

Em tom de riso dizíamos “As nossas expectativas são
zero…se aparecer pessoal, fixe, se não, temos um concerto só para nós!!!

Importa dizer que, embora nós sejamos os três “palermas idiotas” que tiveram
esta ideia, todo o maior e/ou “menos maior” sucesso deste evento, se deve
também ao Eduardo Pisco e ao Quarteto dos Pioneiros da Ribeira de Lorvão, banda
que se quis associar de imediato a esta brincadeira, à União Desportiva
Lorvanense que disponibilizou o espaço e colaborou na organização, à Filarmónica
Boa Vontade Lorvanense que disponibilizou a mesa de mistura do som e, a uma
série de Lorvanenses e anónimos que quiseram ajudar na concretização e
realização deste evento.

A nossa vontade foi de encontro àquele que era o nosso
maior objetivo, juntar pessoas e amigos, na nossa terra, em torno da música
Rock, ajudando também assim desta forma, a promover o “Lorvão” e, a combater o
quotidiano envolto na desertificação que se verifica na nossa terra, motivado
muito pela emigração que se tem verificado nos últimos anos.

Como em qualquer evento, nem tudo corre bem, havendo
expectativas que por vezes ficam apenas e só por isso mesmo, “expectativas”. No
entanto, foi para nós gratificante, ver os sorrisos das pessoas, a participação
de jovens e menos jovens, o reencontro de amigos há muito emigrados no
estrangeiro, bem como a visita de pessoas fora da nossa terra, curiosas com
evento em si, demonstrando e endereçando já depois através de mensagens, os
parabéns pela organização do “Rockvão”.

Nada prometemos que firme a edição do Rockvão2020, mas
estaremos por aí na expectativa que esta nossa palermice não tenha sido em
“vão”, cuidando de pensar “mais a sério” esta nossa vontade!

Um abraço a todos.

DLJ