ENSINO – O «Mérito Escolar» voltou ao palco de São Pedro de Alva

0
3

Foi uma noite, mais uma entre muitas que se têm realizado
nos palcos de São Pedro de Alva, recheada de autêntico sucesso, tanto mais
estando em evidência a jovialidade escolar, com a presença de pais, avós, tios,
primos e amigos, num salão a rebentar pelas costuras. Foi, de facto, uma noite para
mais tarde recordar, sobretudo os de palmo e meio.


E porque a presença de todos era importante, foi por isso
que a “mestre-cerimónias”, a secretária da 
União de Freguesias, Georgina Oliveira, salientou que «o acto de educar exige o envolvimento, a
disponibilidade, a abertura, o empenho e a acção coordenada, coerente e
responsável por parte de todos os seus intervenientes – alunos, professores,
funcionários e encarregados de educação
».



A noite foi ainda enriquecida com música de muita
qualidade, através do Quarteto de Cordas “Arcosd’Almedina”, formada na Escola
de Artes de Penacova, constituído pela Débora, Cláudia, Mariana e Francisca, um
grupo com influências do jazz, do rock, dos tangos e da música popular Portuguesa.



O presidente da União de Freguesias salientou que «premiar o mérito é distinguir um comportamento
e aproveitamento de excelência, reconhecer os melhores dos melhores e, sobretudo,
incentivar mais alunos a alcançar um patamar de excelência
», e que, além do
mais, «
este é um momento das nossas
crianças e jovens, sendo também um reforço da nossa auto-estima colectiva,
colocando-lhe uma responsabilidade acrescida e contribuindo para um exemplo e um
apoio aos seus colegas
», onde Vítor Cordeiro não deixou de saudar e agradecer
«
o trabalho de todos os outros bons
alunos do agrupamento, que pese embora não tenham atingido estas médias,
trabalharam com empenho e brio, mos trando uma qualidade que é também
merecedora do nosso reconhecimento
». E o presidente, que considera a escola
«
como uma janela aberta para a vida e
para o futuro
» e recordando como se rege o regulamento, que tem por base «a selecção da exclusiva responsabilidade do
estabelecimento de ensino
» e os 21 alunos que iram ser contemplados
atingiram brilhantes médias, iguais ou superiores a 4,31 ponto no segundo e
terceiro ciclo e a menção de Bom e Muito Bom no primeiro ciclo, não esqueceu o
empenho quer dos pais, professores e encarregados de educação no acompanhamento
dos alunos, e terminou Vítor Cordeiro dizendo que «
uma escola se constrói com bons alunos, trabalhadores, empenhados no
cumprimento dos seus deveres, promotores de desafios aos professores, capazes
de deixarem marca na Escola e na memória dos seus professores, contribuindo
determinantemente para o posicionamento da sua Escola nos rankings nacionais
».

Como não pôde estar presente, o presidente do Conselho
Geral do Agrupamento de Penacova, Pedro Miguel Gonçalves, enviou mensagem no
sentido de fortalecer a sua admiração por esta iniciativa da União de
Freguesias de São Pedro de Alva e São Paio de Mondego, deixando o «sinal que se procura estimular os alunos
para serem melhores e, ao mesmo tempo, recompensar os que realmente se
esforçaram
» e dizendo que «não podia
estar mais de acordo com a estratégia, deixou palavras de reconhecimento e
encorajamento para que continuem empenhados em ser os melhores alunos
»,
pois se o forem, «também poderão seros
melhores cidadãos
».

Quem o salientou foi a vereadora da Educação, Dr.ª Sandra
Ralha, deixando palavras aos alunos premiados para que continuem a empenhar-se
para que tudo decorra pelo melhor, não esquecendo o papel dos pais, já que para
os alunos que «não conseguiram atingir a
linha
», que continuem a lutar, pois «o
vosso dia chegará
». Dizendo que é importante «partilhar estratégias no ensino», a vereadora realçou e louvou o trabalho
que as escolas do concelho estão a realizar, não esquecendo os apoios que a
Câmara Municipal tem desenvolvido, e um deles, para além de outros, particularmente
em termos de alimentação, a oferta de livros escolares até ao 1.º ciclo e
reforçar mais os recursos humanos e deixando claro que «o Município aposta na Educação», desejou a todos um bom ano lectivo

Os
alunos premiados


Após as intervenções, Georgina Oliveira chamou ao palco os 21 alunos, onde cada um recebeu calorosos aplausos, tendo como fundo lindos
cenários, a maior parte deles mostrando a vida escolar. Mas antes, a secretária
da União e Freguesias, ao dizer que «os
desafios fazem-nos mais forte
», acrescentou que «a Escola não é apenas o lugar onde aprendemos letras e números, é o
lugar onde podemos compartilhar experiências e viver momentos únicos que
recordaremos para o resto da vida
» e virando-se para os alunos salientou
que «a vossa caminhada poderá te
r dificuldades, mas com estudo e determinação
não há nada que vocês não consigam fazer e lembrem-se que o conhecimento é o maior
poder de todos
».

1.º
Ano

– Henrique Miguel S. Abranches, Julieta Pereira Correia, Lucas Rodrigues
Henriques e Madalena Bandeira M. Duarte.
2.º
Ano

– Dionísio Joaquim C. Fonseca, Liana Gonçalves Loureiro e Madalena Martins
Granjeio;
3.º
Ano

– Duarte Alves Carvalho.
4.º
Ano

– Carolina Batista Pereirinha, Leandro Cordeiro Clemente e Maria Santos
Abranches.
5.º
Ano

– Matilde Ferreira Oliveira Morgado.
6.º
Ano

– Daniela Gomes Sousa.
7.º
Ano

– Sara Simões Cordeiro, Mariana Almeida Moreira, Tiago Alexandre Rodrigues
Rosas e Vera Isabel Marques Tavares.
8.º
Ano

– Adriana Mendes Correia, Afonso Gabriel Marceneiro Ferreira e Beatriz Sousa
Alves.
9.º
Ano

– Ana Rita Marques Fonseca
José Travassos de Vasconcelos – A Comarca de Arganil