PROJETO MINDSERENA, por uma escola serena para uma vida plena, em Penacova

0
4

Uma Escola Serena para uma Vida Plena, foi o mote para o seminário que teve
lugar no Auditório do Centro Cultural de Penacova que, numa organização do
Município de Penacova, Projeto MindSerena e Agrupamento de Escolas de Penacova,
teve como objetivo debater a importância do recurso às abordagens mindfulness
em contexto educativo, tendo como base a experiência realizada no ano letivo
2018-2019 no Agrupamento de Escolas de Penacova.

O Projeto MindSerena, como refere Sandra Ralha, vereadora da Educação do
Município de Penacova, “
reflete o
trabalho de diferentes parceiros com responsabilidade na área da educação
“,
como é o caso do Agrupamento de Escolas de Penacova, da Faculdade de Psicologia
e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra e da Câmara Municipal, mas
igualmente, a CIM-Região de Coimbra, “

que este projeto, se insere no Programa “Realiza.te”, no âmbito do Plano
Inovador de Combate ao Insucesso Escolar
”.

Esta é uma das apostas da
política educativa do executivo penacovense que reflete a preocupação na
promoção do sucesso escolar, sublinha Sandra Ralha. 

São 209 alunos que frequentaram no ano letivo passado os 6º e 8º anos
de escolaridade no Agrupamento de Escolas de Penacova, bem como os seus
docentes e encarregados de educação, beneficiaram deste programa, que pretende
promover as competências socioemocionais, recorrendo às abordagens mindfulness.
Estes alunos, tiveram oportunidade de experienciar nas sessões em que participaram,
diferentes abordagens que, lhes transmitiram competências para melhorar a
capacidade de atenção nas atividades escolares, reduzir a ansiedade e aprender
estratégias para ficarem mais calmos, melhorar a atenção ao corpo e aos
movimentos corporais, identificar sensações, pensamentos e emoções e melhorar o
comportamento nas relações interpessoais
.

O Projeto de Aprendizagem Socioemocional Mindfulness em contexto educativo
foi  desenhado por uma equipa multidisciplinar da Faculdade de Psicologia
e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra e, para além das sessões com
alunos, promoveu, ao longo do passado ano letivo, oficinas para formação de
professores e sessões de sensibilização dirigidas a encarregados de educação e
pessoal não docente, promovendo entre outras competências a
atenção/concentração, a redução de ansiedade, a regulação emocional, a
memorização e a resolução de conflitos.
Nas palavras que dirigiu à plateia, Sandra Ralha, não deixou de referir o
seu desejo  de que esta experiência, se reflita plenamente no futuro de
todos quantos nela puderam participar, quer nos que a implementaram, quer, de
uma forma mais particular, naqueles que dela usufruíram diretamente, já que “acredito que este projeto, nos permitiu a
todos, um enriquecimento pessoal, a que dificilmente nos tornaremos alheios
”.