TECNOLOGIA – Critical Software e ISEC distinguem melhores projetos de alunos universitários

0
5

Blockchain, inteligência artificial e IoT foram algumas das tecnologias utilizadas pelos estudantes universitários no FIKALAB do ISEC.
A primeira edição do desafio lançado aos alunos do Instituto
de Engenharia de Coimbra (ISEC) pelo FIKALAB, laboratório tecnológico criativo
da Critical Software, culmina amanhã, dia 20, com uma apresentação dos projetos
desenvolvidos a um júri e à comunidade universitária. O melhor projeto irá
receber um prémio monetário, que poderá ser utilizado para adquirir ferramentas
que permitirão o premiado continuar a explorar a criatividade e desenvolver
competências tecnológicas
.

Blockchain, inteligência artificial, Internet of Things,
análise de dados, sensores e Arduino foram algumas das tecnologias de ponta com
as quais os participantes trabalharam neste primeiro desafio, que surge no
seguimento da inauguração do FIKALAB na escola de engenharia, no passado mês de
abril.

Estamos
bastante satisfeitos com os projetos que foram desenvolvidos no FIKALAB do ISEC
”,
refere Gonçalo Silva, responsável da Critical Software por esta iniciativa. “A expansão do laboratório para a comunidade
universitária não só se mostrou uma mais-valia para os alunos, que têm um
espaço onde podem desenvolver novas competências e desenharem as soluções
tecnológicas do futuro, como também validou a missão de promoção da inovação e
tecnologia da Critical Software
”, acrescenta.


Mário Velindro, presidente do ISEC, acredita que “a introdução do FIKALAB foi fundamental
para fomentar a criatividade entre os alunos do ISEC. O nosso objetivo era que
os alunos se sentissem mais interessados, motivados e inspirados e que o
desenvolvimento de novas competências não se prendesse apenas aquilo que lhes é
lecionado nas salas de aula. Com base nos projetos que foram desenvolvidos,
podemos dizer que o objetivo foi totalmente cumprido
”.

O FIKALAB, originalmente concebido pela Critical Software
em 2016 e que já marca presença em alguns dos escritórios da multinacional
tecnológica, representa um espaço onde qualquer colaborador se pode desligar
durante alguns momentos da sua rotina de trabalho e utilizar as mais recentes
ferramentas para desenvolver os seus próprios projetos tecnológicos.