O corte do IP3 e a desgraça à espera de acontecer!

2
8

À irresponsabilidade e falta de respeito pelos utentes,
da parte de quem decidiu manter o corte do IP3 entre a Espinheira e Penacova,
soma-se a irresponsabilidade pela indicação da alternativa, a N235, uma estrada
com duas derrocadas bem perigosas, uma delas sinalizada pela Proteção Civil,
como se documenta nas fotografias.

Se se podia perceber a necessidade do corte do IP3
enquanto decorriam os trabalhos de limpeza da derrocada, é difícil perceber e
aceitar que mantenham encerrado com troncos de árvores, precisamente a via que
não foi afetada, e muito menos se pode aceitar que a alternativa seja o caminho
do abismo, à espera que aconteça uma desgraça.

Se é difícil aceitar esta atitude, uma decisão
irresponsável e de desrespeito pelos utentes da parte da IP (Infraestruturas de
Portugal) ou dos responsáveis da obra, também o silêncio da Câmara relativamente
a este caso não é menos estranho e incompreensível!

E o pior é que quem decidiu assim sabe do perigo que a
alternativa tem, porque indica a estrada e coloca um sinal de trânsito proibido
a pesados, sem lhes dar alternativa, que acabam por passar, como também se
documenta numa fotografia.

Enfim! Sorte, boas viagens e um bom ano é o que se deseja
a todos os automobilistas que estão sujeitos a estas aventuras!

2 COMENTÁRIOS

  1. Na verdade é lamentável! À entrada na via, no nó de souselas, indica-se: DESVIO e depois não se sabe mais nada… Vamos andando e nem na Mealhada é dada qualquer indicação…o dito desvio simplesmente não existe. Pelo menos podiam informar as pessoas para não entrarem na via. Mas isto de usar palas não é apenas para alguns animais de carga…