LORVÃO – Celebração dos Santos Mártires de Marrocos

0
8

Inserida no Jubileu dos Mártires de Marrocos e de Santo
António, celebra-se no próximo dia 16 de janeiro, pelas 21 horas, o Dia Litúrgico dos Santos Mártires de Marrocos, com a realização de uma liturgia no Mosteiro
de Santa Maria do Lorvão, presidida pelo Padre Pedro Lopes de Miranda, Vigário
Geral da Diocese de Coimbra, assim recuperando uma secular tradição do Mosteiro.
Um convite a toda a população para esta celebração em honra
dos cinco frades italianos – Beraldo (ou Berardo), Pedro, Otão, Acúrsio e
Adjuto – que, em 1219, foram enviados a Marrocos por São Francisco de Assis
para pregar a doutrina cristã em terras africanas.
Na sua viagem os Santos Mártires de Marrocos passaram por Portugal, tendo sido recebidos em
Coimbra por D. Urraca, mulher do rei D. Afonso II. Uma vez em Marrocos, os
frades logo começaram a tarefa a que foram destinados, o que provocou a ira do
líder religioso local. Encarcerados, acabaram por ser executados na praça
pública no dia 16 de janeiro de 1220.
Os seus corpos foram posteriormente enviados para Coimbra
pelo Infante D. Pedro, irmão de D. Afonso II, onde foram recebidos com grande
devoção.
As urnas originais que serviram para transportar parte dos
restos mortais dos mártires franciscanos para o Mosteiro de Santa Cruz
perderam-se, o mesmo acontecendo com um relicário primitivo feito para o
Lorvão. Porém, sobreviveu até aos nossos dias a arca-relicário mandada fazer em
finais do século XIII, inícios do século XIV, pela abadessa Constança Soares,
exemplar único da tumulária gótica portuguesa e o mais antigo testemunho da
devoção aos Santos Mártires de Marrocos, que hoje integra a coleção de
escultura do Museu Nacional de Machado de Castro (MNMC 578).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui