COMUNICADO – Tarifário mais caro de saneamento e água obriga a APIN a explicar-se

1
4
O aumento da fatura da água e saneamento na grande maioria dos concelhos que fazem parte da nova empresa multimunicipal especializada (APIN) está a gerar queixas dos munícipes. O mesmo em relação aos moldes em que a empresa vai prestar serviço de limpeza de fossas, uma questão que é crítica para os consumidores de zonas rurais.
António Rosado – Diário As Beiras
Afirmando-se “atenta à problemática do saneamento para os munícipes envolvidos”, a APIN – Empresa Intermunicipal de Ambiente do Pinhal Interior “sente necessidade de esclarecer alguns tópicos importantes”, refere em comunicado agora publicado.
Dirigindo-se à população dos 11 municípios aderentes – Góis, Lousã, Pampilhosa da Serra, Penacova, Penela, Vila Nova de Poiares, Alvaiázere, Ansião, Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos e Pedrógão Grande – a administração da APIN garante que “este serviço vai ser prestado através de meios fixos (coberto pela rede de saneamento) ou meios móveis (veículos limpa fossas), cujo custo é igual para todos os utilizadores”.
Preço médio de 12,10 euros por mês
Em termos práticos, para uma família de consumo médio (10 m3/mês), o custo mensal com o serviço de saneamento de acordo com o tarifário em vigor é de 12,10 euros (com IVA). No entanto, os utilizadores poderão solicitar que o serviço de limpeza de fossas sépticas deixe de ser faturado mensalmente através da aplicação das tarifas fixa e variável previstas no tarifário em vigor, necessitando apenas de entregar o respetivo requerimento junto do seu município ou nas lojas de atendimento CTT.
Consumidores têm dúvidas e queixas
Ainda na passada segunda-feira, um munícipe de Góis – António Duarte – lamentava neste Jornal que, “para além do aumento de tarifas, o mais escandaloso é o facto desta empresa se preparar para cobrar tarifas fixas e variáveis, respeitantes a saneamento básico em núcleos populacionais onde não existe qualquer rede de saneamento público, pelo que os proprietários construíram, a expensas suas, as respetivas fossas séticas”.
Tarifários especiais só presencialmente
A adesão aos tarifários especiais (Tarifário Social e Famílias Numerosas) deverá ser solicitada presencialmente em cada uma das câmaras municipais pelos clientes: no caso das famílias numerosas é para agregados familiares com cinco ou mais elementos; enquanto a adesão ao tarifário social prevê a isenção de tarifas fixas, que reflete uma poupança de 11,05 euros/ mês, e redução na componente da tarifa variável.
A APIN garante que “vai melhorar os serviços que irá prestar e, para isso, vai investir na redução de perdas de água e infiltrações permitindo desta forma aumentar a sua eficiência operacional, bem como na expansão das redes de abastecimento e saneamento”.
O Plano de Investimentos a concretizar nos 11 municípios será superior a 40 milhões de euros nos primeiros cinco anos de atividade, promete a administração da empresa.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui