AMBIENTE – Região de Coimbra investe um milhão de euros em ações de adaptação às alterações climáticas

0
6

A Comunidade Intermunicipal (CIM) da Região de Coimbra
apresentou hoje, na Mealhada, um Plano de Adaptação às Alterações Climáticas
para os 19 concelhos, projeto a rondar um milhão de euros, suportado em 75% por
fundos comunitários.
Intitulado “Demonstração e Inovação para Adaptação
às Alterações Climáticas na Região de Coimbra
“, o projeto engloba 11
ações, abrangendo áreas como a disponibilidade e qualidade da água, a
fertilidade dos solos e a prevenção da erosão costeira, alterações na
frequência e intensidade de inundações, incêndios e tempestades e o aumento da
ocorrência de pragas e doenças.

A CIM Região de Coimbra está muito empenhada em
mitigar o impacto das alterações climáticas para evitar fenómenos como o
Furacão Leslie, tempestades e incêndios. Existe um compromisso dos 19
municípios que formam esta região em fazer este trabalho com muito empenho para
termos melhores condições para o nosso território, disse, durante a
apresentação do projeto, José Carlos Alexandrino, presidente da CIM.

O projeto é financiado pelo Programa Operacional de
Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos e Portugal 2020, contando com
um investimento total de 991.272,37 euros, distribuído por um investimento
elegível de 876.838,09 euros e não elegível de 114.434,28 euros, comparticipado
em 75% pelo Fundo de Coesão (657.628,57 euros).
Entre as ações previstas contam-se a instalação de
equipamentos de sombreamento e de ventilação em infraestruturas de transporte
público coletivo de passageiros (paragens) que irá abranger os 19 municípios,
bem como ações de divulgação, comunicação e disseminação das boas práticas e
dos aspetos associados à adaptação às alterações climáticas.
Está ainda prevista a plantação de espécies autóctones no
Mercado Municipal de Condeixa-a-Nova e a arborização de passeios, praças e
espaços verdes e eliminação de áreas relvadas nas urbanizações e Parque Verde
da Ribeira de Bruscos, em Condeixa-a-Nova.
Estruturas de sombreamento serão colocadas nos Paços do
Concelho de Condeixa-a-Nova e no mercado municipal de Montemor-o-Velho. Na
urbanização da Quinta de São Luiz, em Pereira do Campo, será feita pesquisa e
captação de águas subterrâneas.
O projeto abrange ainda a “implementação de sistemas
diferenciados para efeitos de reforço e diversificação das origens de água para
rega, através da captação de rega da envolvente do Convento dos Anjos, em
Montemor-o-Velho
“, e a aplicação de pavimento rugoso permeável no
recinto da feira de Mealhada.
Ainda na Mealhada, está prevista a criação de espaço de
sombreamento e cobertura verde no edifício da portaria da escola EB2 de
Mealhada, “bem como instalação de espécies resistentes ao stress
hídrico e instalação de si
stema de drenagem de águas pluviais e instalação de
sistema de rega inteligente
“.
No Parque da Cidade de Mealhada serão instalados “três
sistemas de nebulização fixos e mascote de nebulização móvel
“, e será
construído um “caminho permeável pedonal em saibro e sistema de
micro-aspersão para rega das hortas urbanas na Quinta do Vale de S. Romão
“.
A CIM Coimbra é uma comunidade intermunicipal que integra os
municípios de Arganil, Cantanhede, Coimbra, Condeixa-a-Nova, Figueira da Foz,
Góis, Lousã, Mealhada, Mira, Miranda do Corvo, Montemor-o-Velho, Mortágua,
Oliveira do Hospital, Pampilhosa da Serra, Penacova, Penela, Soure, Tábua e
Vila Nova de Poiares.