COVID 19 – Ministério da Educação desafia alunos a partilharem fotos a estudar em casa

0
7

O Ministério da Educação está a desafiar os alunos a
partilhar nas redes sociais imagens suas a estudar nas novas “salas de aula improvisadas” nesta
fase de Estado de Emergência provocado pela pandemia da Covid-19.
A ideia é criar um movimento que mobilize as famílias que de
um dia para o outro se viram obrigadas a estudar e trabalhar em casa.
Nesta missão, o Ministério da Educação (ME) convidou Windoh,
um youtuber famoso entre os mais novos, para deixar uns conselhos aos
estudantes, tais como manter as rotinas e o contactos com os amigos da escola.
O gabinete de imprensa do ME lembra que a ideia é partilhar
nas suas redes sociais uma foto em casa, em ambiente de estudo, e
coloquem a hashtag #EstudoEmCasa, criando um movimento nacional de motivação
para que alunos, famílias, docentes, não docentes e escolas prossigam esta
caminhada, num ano letivo que, inesperadamente, já tem contornos diferentes do
habitual
“.

As fotografias espalhadas pelas redes sociais serão
compiladas na página de instagram: https://www.instagram.com/estudoemcasa2020/.
Através da hashtag #EstudoEmCasa, o Ministério da Educação
lança assim um repto aos alunos para assinalar o Dia Nacional do Estudante, que
se celebra hoje de uma forma diferente devido à pandemia da Covid-19.
Para estimular a vontade de aprender e estudar, o ministério
vem desafiar os mais novos a partilharem imagens a estudar na sua sala de
aula provisória
“.

Estamos a convidar todos a celebrarem este dia,
partilhando, com os seus colegas, fotos dos seus locais de estudo e de
trabalho, com toda a responsabilidade que as redes sociais exigem, mostrando
que, mesmo em sua casa, continuam a aprender, a superar-se e a ser parte de uma
mesma comunidade, afirmou o Ministro da Educação, Tiago Brandão
Rodrigues, numa declaração escrita enviada para a Lusa.

A iniciativa conta com a ajuda do youtuber Windoh que numa
mensagem curta dá alguns conselhos aos alunos, tais como fazer os trabalhos
pedidos pelos professores e manter o contacto com o diretor de turma.

Manter um horário de trabalho e uma rotina, estudar, ler e
comunicar com os colegas de turma e com os amigos” são outras das
dicas do jovem youtuber.

Fazer atividade física através de aulas disponibilizadas na
internet ou em livros e usar a sala, quarto ou outro espaço como ginásio é
outras das sugestões de Windoh que lembra que a esperança da cura da Covid-19
está nas mãos dos cientistas que “nunca descartaram os estudos”.

Através das novas tecnologias ou outros recursos de
proximidade, continuamos junto dos alunos, a apoiar as suas aprendizagens e
atentos ao seu bem-estar. E é nestas circunstâncias adversas que é ainda mais
importante assinalar este dia e afirmar os direitos dos estudantes
“,
afirmou Tiago Brandão Rodrigues, referindo-se ao Dia do Nacional do Estudante.