COVID 19 – Forças de segurança prestam homenagem aos profissionais de saúde de Coimbra

0
7

Homenagem. Uma palavra que ontem juntou elementos da Políciade Segurança Pública (PSP), Guarda Nacional Republicana, Serviço de
Estrangeiros e Fronteiras, Polícia Marítima e Municipal de Coimbra, bombeiros
Sapadores e voluntários de Coimbra e de Brasfemes numa ação pública de
agradecimento aos profissionais de saúde, “pelo trabalho abnegado que têm
executado em prol dos nossos concidadãos, correndo os riscos inerentes a quem
está na frente da batalha, nomeadamente comprovados pelo número de profissionais
infetados pela doença covid-19
”, adianta a polícia em nota de imprensa.
José Armando Torres – Diário As Beiras
A meio da tarde, uma caravana de elementos das forças de
segurança deslocou-se aos Hospitais da Universidade de Coimbra (HUC), Hospital
Pediátrico, delegação do INEM e Hospital dos Covões, para prestar uma homenagem
a todos os envolvidos nesta batalha frente a um “inimigo” comum.
À frente, as motos dos batedores abriram caminho para as
viaturas que primeiro chegaram à urgência dos HUC. Em parada, as forças de
segurança entoaram o Hino Nacional frente aos profissionais de saúde, a que se
seguiu um demorado aplauso, pleno de reconhecimento.
José Nascimento, comissário da PSP de Coimbra, entregou aos
funcionários dos HUC uma placa de homenagem pelo trabalho desenvolvido nestes
tempos de pandemia e recebeu de volta um agradecimento pela ação. Em
declarações ao jornal, o responsável da polícia, explicou que esta foi uma “iniciativa
da PSP no âmbito da pandemia, à qual aderiram as outras instituições de
segurança, proteção e socorro. É um ato de reconhecimento pelos profissionais
de saúde, sejam os médicos, enfermeiros, pessoal técnico e apoio. É uma forma
de reconhecermos em nosso nome e de todos os portugueses
”, destacou. “É um reconhecimento por tudo o que têm feito por nós”,
concluiu.
“Estímulo adicional”

À espera da comitiva à chegada aos HUC, estava Fernando
Regateiro. O presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar e
Universitário de Coimbra (CHUC) classificou a homenagem de “muito importante
pelo simbolismo que tem, mas também para dizer à população que as forças de
segurança e os recursos da saúde estão irmanados numa finalidade comum. A
finalidade comum é tratarmos bem os nossos cidadãos que adoecem e isso é
extremamente importante
”.
Sabermos que, da parte das forças de segurança, há esse
reconhecimento dos profissionais de saúde, é um estímulo adicional para este
esforço enorme, sem olhar a riscos para fazer o seu melhor
”, destacou.
A terminar, Regateiro dirigiu-se aos profissionais da
comunicação social: “Têm sabido interpretar da melhor forma este momento e têm
ajudado imenso a conseguirmos resistir e termos um controlo
”. A caravana seguiu depois rumo ao Pediátrico, delegação do
INEM e Hospital dos Covões, este último nesta altura reservado em exclusivo a
infetados pela covid-19.