ILUSTRES [DES]CONHECIDOS – José Fernando de Almeida Brito (1933-1973)

0
6

Filho de pais penacovenses (Quintela – S. Pedro de Alva), José
Fernando de Almeida Brito nasceu no dia 7 de Março de 1933. Filho de Serafim de
Oliveira Brito (Tenente do Quadro do Serviço Geral do Exército) e de Maria
Teresa Manso Almeida Brito, viria
  a casar
com Ana de Lurdes Barata Almeida Brito.


Entrou para a Escola do Exército em 3 de Novembro de 1950
onde fez  o curso de Aeronáutica Militar.
Alferes em 1954, Tenente em 1956, Capitão em 1958, Major em 1963, atingiu o
posto de Tenente  Coronel em 1968.


Entre Abril de 1963 e Maio de 1967 prestou serviço em
Angola e de Agosto de 1970 a Março de 1973 na Guiné.


Foi condecorado com a Medalha de Prata de Serviços
Distintos com Palma em 1965 e 1967. 
A Medalha de Ouro de Valor Militar com Palma foi-lhe atribuída a título póstumo.

Recebeu ainda a Medalha de Comendador da Ordem Militar de
Torre e Espada de Valor, Lealdade e Mérito, por alvará de 23 de Dezembro de
1988, sendo Presidente da República Mário Soares. 
A Ordem Militar da Torre e Espada apenas  pode ser outorgada por méritos excepcionalmente distintos em órgãos de soberania ou no comando de tropas em campanha, por
heroísmo militar ou cívico, ou por abnegação e sacrifício pela Pátria ou pela
humanidade. 

Morreu em combate, no cumprimento de uma acção de patrulhamento
ofensivo, depois de ter sido atingido por um míssil SAM 7 Strela (míssil
terra-ar de fabrico soviético), tendo o avião (um FIAT G-91) explodido no ar.


Estávamos no fatídico dia 28 de Março de 1973. Dadas as
características da zona e a intensificação dos combates, não foram feitas
tentativas para encontrar os destroços e só passados 15 anos foram encontrados os
restos mortais.


A 27 de maio de 1988 realizou-se, com honras militares, o
funeral para o cemitério de S. Pedro de Alva.


Aquando do fatal acidente, a imprensa nacional noticiou, com grande destaque, o acontecimento. O “Diário de Notícias” de 31 de Março de 1973
escreveu que Almeida Brito fora um “profundo conhecedor das características
técnicas dos modernos aviões, marcando gerações e gerações de pilotos que
instruiu e comandou.”


O  nome do Tenente
Coronel Piloto Aviador Almeida Brito é o primeiro nome  da lista de Combatentes do
Ultramar, que se encontra gravada no Memorial erigido no Largo Alberto Leitão, em
Penacova.

> David Gonçalves de Almeida