COVID 19 – Penacova identificou 650 casos para apoio durante o estado de emergência

0
7

A Câmara de Penacova identificou na vigência do estado de
emergência 650 casos que exigiram diferentes ajudas na área social, anunciou
hoje a autarquia.

Entre as situações “sinalizadas e identificadas (…), que
levaram à intervenção dos serviços”
do município presidido por Humberto
Oliveira, destaca-se “o apoio e acompanhamento aos utentes do serviço de
teleassistência
” aos idosos.
Neste caso concreto, para além de pretendermos saber exatamente
quais as dificuldades e as necessidades sentidas, pretendemos, igualmente,
criar um sentimento de proteção e de conforto, já que os utentes deste serviço
são idosos que, em circunstâncias ditas normais, vivem já em isolamento social
e geográfico
”, afirma a vereadora da Ação Social, Sandra Ralha, citada na
nota.
Nos 45 dias em que vigorou o estado de emergência, decretado
e renovado duas vezes pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, “a
principal preocupação”
da Câmara “foi suprir as necessidades mais prementes
das pessoas que pediram ajuda.

Identificámos e resolvemos, durante este período,
diversos problemas na área da ação social escolar e no apoio à natalidade, mas
o que foi determinante para o bem-estar das famílias que nos procuraram foi a
entrega de bens alimentares e a atribuição de apoio financeiro para aquisição
de bens de primeira necessidade e para pagamento de renda ou para pagamento de
medicamentos durante três meses
, segundo Sandra Ralha.

A Câmara Municipal articulou com as farmácias do concelho a
entrega dos medicamentos à população idosa.
Com as instituições particulares de solidariedade social
(IPSS), articulámos respostas de apoio domiciliário a idosos, que nalguns casos
incluiu serviço de refeições
”, adianta a vereadora.
Também a Linha de Apoio Psicológico, “que dava os seus
primeiros passos, rececionou durante este período novos pedidos de apoio e
aconselhamento, encontrando-se em curso o acompanhamento à distância de utentes
”.
Este serviço da autarquia tem também prestado apoio e
aconselhamento psicológico aos Bombeiros Voluntários, que (…) estão na primeira
linha de intervenção e têm conseguido criar uma forma de comunicação muito
consistente com a população
”, salienta.
No contexto da pandemia da covid-19, este trabalho da
Divisão de Ação Social e Educação da Câmara de Penacova tem sido coordenado com
a Proteção Civil Municipal e com as juntas de freguesia.
Não é por o estado de emergência ter terminado que vamos
levantar a guarda. Este é um período crucial para que possamos vir a retomar a
normalidade
”, sublinha Humberto Oliveira, citado igualmente no comunicado.

Até hoje, Penacova contabiliza 1 morto associado à covid-19,
em 20 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim diário da
Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a pandemia
.