CERIMÓNIA – Voluntários de Penacova benzem capacetes em nome de todos os Bombeiros

0
7
A Corporação de Penacova cumpriu tradição no Mosteiro de
Lorvão. Este ano 25 elementos representaram todos os outros operacionais.
Rute Melo – Diário de Coimbra
A tradição voltou a cumprir-se e os Bombeiros Voluntários de
Penacova realizaram, no último domingo, a cerimónia da bênção dos capacetes.
Este ano, um pouco à semelhança do que se sucede com diversas iniciativas, não
participou todo o corpo de bombeiros mas apenas um total de 25 elementos, «que
representaram todos os outros operacionais da corporação».
Se numa primeira
fase os bombeiros tinham decidido, este ano, não realizar a cerimónia, devido à
pandemia, a peregrinação que percorreu o concelho com a imagem de Nossa Senhora
de Fátima nos últimos dias foi o mote para que cerimónia eucarística se
realizasse.
Após vários dias de peregrinação e fé pelas ruas de várias
aldeias das freguesias do concelho, no domingo, a Igreja do Mosteiro de Lorvão
recebeu os bombeiros para uma cerimónia «simbólica» mas revestida de «um
grande significado
». «Teve este ano um significado ainda mais especial,
pois levámos o capacete de um colega que fez uma intervenção cirúrgica à cabeça
»,
disse António Simões, comandante da corporação de Penacova. E, como sempre, foi
dedicada a todos os bombeiros de Penacova, de Portugal e do mundo.
Todo este simbolismo «que conforta» os “soldados
da paz
” é personificado no capacete, não fosse ele um «equipamento
permanente nos bombeiros
». Além disso, este momento de eucaristia e bênção é «um
conforto, dá alento e protecção
» para os vários combates que enfrentam ao
longo de todo ano e a cada dia.
Aliás, António Simões realçou que os bombeiros «trabalham
todo o ano e não apenas durante o Verão
». Se no Verão são os incêndios que mais
atormentam as populações, ao longo do resto ano são muitas actividades
desenvolvidas, destacando-se, eventualmente, o socorro às vítimas de acidentes
de viação e o transporte de doentes.

A bênção dos capacetes, como destacou o comandante dos
Bombeiros Voluntários de Penacova foi realizada «a pensar em todos» e da qual
todos saíram «de coração cheio».