COVID 19 – Maioria das Termas da região Centro já reiniciou a atividade termal

0
0

Doze estâncias da rede Termas do Centro já reabriram,
cumprindo rigorosos protocolos específicos de higienização e
segurança
” depois da suspensão originada pela covid-19, anunciou hoje este
consórcio, que representa 60 por cento do mercado nacional.

A maioria das 20 estâncias termais que integram a
rede Termas Centro já reiniciaram as atividades, depois da suspensão originada
pela covid-19. Os portugueses têm assim à disposição uma alternativa de férias
saudáveis e tranquilas, em destinos longe das multidões e no seio da natureza
“,
relata Adriano Barreto Ramos, coordenador da rede.
As estâncias termais tomaram a iniciativa de suspender a
atividade em meados de março, no início da fase aguda da pandemia.
A Direção-Geral da Saúde autorizou o reinício a 15
de junho e desde então as Termas têm vindo a reabrir, cumprindo protocolos
específicos e rigorosos de higienização e segurança
“, reforça Barreto
Ramos.
Reiniciaram atividade 12 das 20 Termas Centro. A primeira
foi São Pedro do Sul, logo a 15 de junho. Ainda em junho, reabriram as termas
de Bicanho (18), Alcafache (22), Monfortinho (27), Piedade (29) e Sangemil
(29).
Em julho, foi a vez de Caldas da Rainha, Curia, Luso, Vale
da Mó (todas no dia 01), Caldas da Felgueira e Unhais de Serra (no dia 04). As
termas de Almeida reabrem a 11 de julho e nos próximos dias está previsto o
reinício faseado de outras unidades.
Para reabrirem, as estâncias termais cumprem várias medidas
adicionais de segurança, incluindo um rigoroso plano de análise bacteriológica
solicitado pela DGS.
As estâncias termais sempre mantiveram o máximo
cuidado relativamente às condições de higiene e de segurança das suas
instalações. É uma preocupação inerente à atividade termal, que não começou
agora. O que as termas agora fizeram foi adaptar os protocolos já existentes à
realidade do covid-19
“, refere o coordenador.
Entre as medidas incluem-se “mais distanciamento
entre os aquistas, horários e circuitos que evitem o cruzamento entre pessoas,
desinfeção das instalações reforçada e medições constantes de temperatura a
clientes e a funcionários
“.
A rede Termas Centro, cujo promotor líder é a Associação das
Termas de Portugal – Delegação Centro – é um projeto cofinanciado pelos
programas operacionais Centro 2020, Portugal 2020 e pela União Europeia,
através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), no âmbito da
Estratégia de Eficiência Coletiva PROVERE (Programa de Valorização Económica de
Recursos Endógenos).
As estâncias termais que integram o projeto são as Termas de
Alcafache, Termas de Almeida – Fonte Santa, Termas de Águas – Penamacor, Caldas
da Felgueira, Caldas da Rainha, Termas do Bicanho, Termas do Carvalhal, Termas
da Curia, Termas do Cró, Termas da Ladeira de Envendos, Termas de Longroiva,
Termas de Luso, Termas de Manteigas, Termas de Monfortinho, Termas de Monte
Real, Termas da Piedade, Termas de Sangemil, Termas de S. Pedro do Sul, Termas
de Unhais da Serra, Termas de Vale da Mó e Termas do Vimeiro.