FERIADO MUNICIPAL – PORDATA apresenta em números a evolução do município de Penacova entre 2010 e 2018

0
8

No âmbito do 10º aniversário da PORDATA – projecto da Fundação Francisco
Manuel dos Santos – , ao longo de 2020, serão divulgados uma série de retratos
estatísticos sobre cada um dos 308 municípios portugueses, fazendo-o para
assinalar os respetivos feriados municipais. Embora as celebrações municipais
estejam agora limitadas devido ao difícil contexto em que vivemos, a PORDATA
continua esta divulgação, de forma a garantir que a sociedade esteja ainda mais
informada sobre o seu município.
Sobre o Município de Penacova, os 56 indicadores-chave do município
de Penacova, baseados em mais de 20 fontes oficiais, que comparam dados de 2010
com a realidade mais recente (2018) podem ser descarregados aqui.
Nesta área dedicada ao município de Penacova é possível
comparar, de forma simples e imediata, vários indicadores, de diferentes temas,
e a sua evolução em quase uma década/ entre 2010 e 2018.
Os indicadores-chave podem ser descarregados para formatos
PDF e Excel. A partir do título do indicador, podendo aceder directamente ao
respectivo quadro na Base de Dados dos Municípios.
Seguem alguns destaques com os dados mais recentes sobre o
município
:

  • Feriado municipal: 17 de Julho
  • 13.753 habitantes (1)
  • Por cada 1000 residentes, 17 são estrangeiros (2)
  • Por cada 100 residentes, há 10 jovens com menos de 15 anos, 61
    adultos e 29 idosos com 65 ou mais anos (1)
  • Nasceram 56 bebés e morreram 190 pessoas (1)
  • Há 293 idosos por cada 100 jovens, mais 136 idosos do que a
    média nacional (1)
  • 230 desempregados inscritos nos centros de emprego (2,7% da
    população residente entre os 15 a 64 anos), 56% a menos que os inscritos em
    2010 (527) (1)
  • 1.530 alunos matriculados nos ensinos pré-escolar, básico e
    secundário (2)
  • Por cada 100 residentes com 15 ou mais anos, há 42 pensões
    atribuídas pela Segurança Social e pela Caixa Geral de Aposentações (2)
  • 15,2% das pessoas que trabalham em empresas não financeiras
    estão nas 4 maiores empresas do município, percentagem que está em linha com a
    da generalidade dos municípios Portugueses (2)
  • 962€ é quanto ganham em média os trabalhadores por conta de
    outrem no município, 205€ abaixo do ganho médio a nível nacional (2)
  • 3 alojamentos turísticos, mais 1 do que em 20102
  • 7 farmácias (2)
  • 7 bancos, caixas económicas e caixas de crédito agrícola mútuo,
    em igual número do que em 2010 (2)
  • Saldo financeiro positivo da CM: +23 mil € (receitas: 11.7
    Milhões €; Despesas: 11.7 Milhões €) (2)
  • 12% das despesas da C.M. foram destinadas à cultura e
    desporto, valor inferior ao de 2010 (14% do total das despesas) (2)
  • 7% das despesas do município são relativas ao ambiente, 1
    ponto percentual abaixo do valor registado a nível nacional (8%) (2)
  • O valor médio de avaliação bancária da habitação foi de 780
    € por m2, 412 € inferior à média nacional (2)

As fontes oficiais utilizadas foram: INE, ANSR, APA, BP, CGA,
DGAL, DGEEC, DGEG, DGO, DGPJ, DGS, ERSAR, GEE, GEP, ICA, IGP, IISS, ISS, SEF,
SGMAI, SIBS
______________________________
1 – Dados de 2019
2 – Dados de 2018