Vinharia do Mondego – Ao Mondego das boas memórias

0
10
Um pouco por todo o mundo, os rios dão vida às zonas por onde passam. Uns, dada a sua dimensão, definem países e culturas imensas, como é o caso do Amazonas ou do Nilo, outros, dão nome a algumas das mais aclamadas regiões do mundo para a produção de vinho. Em Portugal temos vários exemplos e um deles é muito próximo do concelho de Penacova.
 
No Dão, a natureza foi bastante generosa. A região, que por sua vez se divide em 7 sub-regiões, situa-se entre 4 serras que a protegem de influências externas: Caramulo a oeste, Estrela a este, Buçaco a sul e Nave a norte. O solo é maioritariamente granítico e é moldado por três rios: o Mondego, o Alva e o Dão, que dá o nome à região. Apenas o Mondego, ao qual presto homenagem na rubrica desta semana, continua o seu percurso até ao mar, dado que os restantes são seus afluentes.
 
Junto à vila de Nelas, na sub-região de Terras de Senhorim, encontram-se 70 hectares de vinha que percorrem as margens do rio, pertencentes à Quinta do Mondego. A quinta, que começou a produção de vinho há relativamente pouco tempo – a primeira vindima foi em 2003 – já é uma referência na região. Dotados de um perfil balsâmico muito próprio, os seus vinhos refletem na perfeição a envolvência natural das vinhas.
 
O vinho que me despertou o interesse neste produtor é a minha sugestão de hoje: Quinta do Mondego Tinto 2005. Um blend típico que junta as castas Jaen, Alfrocheiro, Tinta Roriz e Touriga Nacional. Recomendo que seja decantado uma hora antes da prova ou refeição para poder mostrar todo o seu potencial aromático. Fruta vermelha madura, cassis e violetas juntam-se aos aromas balsâmicos que definem o perfil da casa, cedro e resina. Na boca apresenta uma excelente estrutura, grande intensidade e acidez no ponto. Um vinho que envelheceu muito bem e que poderá acompanhar uma variedade de pratos de forno, onde destaco o cabrito. Não deixem também de provar as várias referências da Quinta do Mondego, em especial o Munda Encruzado, um dos melhores exemplares da casta em toda a região.