Núcleo Regional do Centro retoma voluntariado no IPO de Coimbra

0
6
O Núcleo Regional do Centro da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) retomou esta semana o voluntariado hospitalar no Instituto Português de Oncologia (IPO) de Coimbra. O reinício foi antecipado por um curso de integração, dirigido a 35 voluntários (jovens e seniores).

O
voluntariado hospitalar em Oncologia da Liga visa contribuir para a humanização
da assistência ao doente oncológico, através da disponibilização de apoio
prático e emocional aos doentes em regime de ambulatório e internamento nos
hospitais com serviços de oncologia. O surto pandémico por coronavírus
(covid-19) conduziu a profundas alterações na prestação dos cuidados de saúde
e, também, à suspensão das atividades de voluntariado em contexto hospitalar.
Tendo presente o impacto desta medida no contexto da humanização da assistência
ao doente oncológico e família, a direção do Núcleo Regional do Centro da LPCC,
em articulação com o conselho de administração do IPO de Coimbra, decidiu
retomar a 10 de agosto as atividades de voluntariado, em condições específicas
e distintas das realizadas no período pré-pandemia.
O plano de
retoma do voluntariado hospitalar no IPO de Coimbra reajustou as atividades
assistenciais, suspensas no âmbito do Estado de Emergência. Assim, esta retoma
de atividade manterá a salvaguarda e o cumprimento das regras de saúde pública,
tendo em vista o controlo da pandemia de covid-19. Nesse sentido, os
voluntários da Liga seguirão princípios pré-determinados. Assim, irão
permanecer, maioritariamente, no exterior dos edifícios, nomeadamente junto aos
Postos de Atendimento Permanente e às salas de espera das Consultas Externas
(piso 1 e 2). Irão prestar apoio no acolhimento e orientação dos doentes aos
vários serviços hospitalares e aos seus acompanhantes durante os períodos de espera
e proceder à oferta de refeições ligeiras aos doentes e acompanhantes (águas,
sandes, fruta e bolachas).

Voluntários testados

No âmbito do
plano de contingência, os voluntários da LPCC serão também submetidos
previamente à realização do teste de despiste à covid-19, no IPO. Além dos
procedimentos individuais de proteção, equipamentos e materiais disponíveis, a
Liga procederá à higienização diária das batas dos voluntários e demais
equipamentos do voluntariado hospitalar.

O reinício da
atividade de voluntariado hospitalar no IPOC foi precedido de uma formação para
voluntários hospitalares, que decorreu a 5 de agosto na Escola Superior de
Enfermagem de Coimbra. Participaram 35 voluntários, entre voluntários seniores
e jovens. O curso de integração, com a duração de seis horas, foi realizado por
um equipa multidisciplinar, constituída por profissionais da LPCC e do IPO.

O Núcleo
Regional do Centro da LPCC promoveu nos meses anteriores o recrutamento de
jovens voluntários, visando reforçar as equipas existentes e, por esta via,
contribuir para amenizar a permanência do doente oncológico em contexto
hospitalar, minimizando também os níveis de ansiedade e desconforto dos
acompanhantes nos períodos de espera para consulta/ tratamento. “O voluntariado
hospitalar é, também, uma oportunidade para que os jovens estudantes,
nomeadamente das áreas da saúde e social, acompanhados de voluntários seniores,
participem numa experiência que, para além de contribuir para o seu
desenvolvimento pessoal e enriquecimento curricular, marcará a diferença na
vida de quem se encontra numa condição de grande vulnerabilidade”, destaca uma
nota enviada pelo NRC da LPCC.